Campeão da São Silvestre agradece a irmão ilustre e diz que teve sorte

Aline Küller e Rafael Krieger
Em São Paulo

  • Mauricio Piffer/UOL

    Tariku Bekele (foto) é irmão mais novo do campeão olímpico Kenenisa Bekele

    Tariku Bekele (foto) é irmão mais novo do campeão olímpico Kenenisa Bekele

O etíope Tariku Bekele, de 24 anos, só havia disputado uma prova de 15 quilômetros antes de vencer a Corrida de São Silvestre no último sábado. Especialista em provas de até 5.000 m na pista, o irmão mais novo do ídolo local Kenenisa Bekele admitiu que teve sorte no novo percurso da prova nas ruas de são Paulo.

AFRICANOS DRIBLAM CHUVA E DOMINAM NOVO PERCURSO DA SÃO SILVESTRE

Na estreia do novo percurso da Corrida de São Silvestre com chegada no Obelisco do Ibirapuera, os africanos levaram a melhor. Em uma chegada muito disputada, sob forte chuva e com a pista quase alagada, a queniana Jeptooh Priscah superou a etíope Wude Ayalew e venceu, com o recorde de 48min48s. No masculino, o campeão foi o etíope Tariku Bekele, irmão do bicampeão olímpico dos 10.000 m, Kenenisa Bekele. Ele fez o tempo de 43min35s. Leia mais

"Tive muita sorte. O percurso é muito difícil, e a chuva não ajudou. Estou muito feliz por ganhar esta corrida na minha primeira vez correndo no Brasil", declarou Bekele. Campeão mundial indoor dos 3.000 m em 2008, o etíope disse que a experiência em provas mais curtas o ajudou a vencer no novo percurso da São Silvestre, que está mais rápido do que nos anos anteriores.

"Normalmente, prefiro distâncias mais curtas. Treino para ter velocidade, esse é o meu foco. Estou treinando para os 3.000 m do Mundial Indoor, e esse tipo de treinamento me ajudou muito a ganhar a prova", admitiu Bekele.

Seu irmão mais velho também prefere distâncias mais curtas na pista. Kenenisa Bekele ganhou dois ouros nos Jogos Olímpicos de Pequim, com recordes mundiais nos 5.000 m e 10.000 m rasos. Ele ainda venceu os 10.000 m em Atenas e é dono de cinco medalhas de ouro em Mundiais de atletismo.

Mais do que a inspiração de todas essas conquistas, o novo campeão da São Silvestre creditou o sucesso de sua carreira ao irmão mais velho. "Meu irmão é o meu herói. Ele sempre me ajudou desde pequeno. Estou muito feliz", completou Bekele após receber o troféu no Obelisco do Ibirapuera.

ATLETAS FANTASIADOS MONOPOLIZAM ATENÇÕES NA SÃO SILVESTRE

Últimas de Esporte



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos