Números de Durant na final da NBA colocam o ala do Thunder atrás apenas de Jordan e Iverson

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/Jim Young

    Durant comemora cesta de três pontos; ala é o destaque do Thunder

    Durant comemora cesta de três pontos; ala é o destaque do Thunder

Apesar da derrota para o Miami Heat na quinta-feira, no jogo que empatou a final da NBA em 1 a 1, o embate entrou para a história de Kevin Durant, astro do Oklahoma City Thunder. O ala, que chegou à decisão pela primeira vez em sua carreira, somou 68 pontos nas duas partidas que disputou na fase, conseguindo a terceira melhor marca da história da liga.

DURANT ASSUME RESPONSABILIDADE POR DERROTA: 'FALHEI NA HORA IMPORTANTE'

  • Ronald Martinez/Getty Images

    O ala Kevin Durant foi duro consigo mesmo ao avaliar a derrota em casa do Oklahoma City Thunder para o Miami Heat por 100 a 96, no segundo jogo das finais da NBA. O astro de 23 anos se mostrou decepcionado com seu desempenho e assumiu a responsabilidade pelo resultado negativo. "Não estive bem no começo, nem acertei os arremessos decisivos no último período", disse Durant, após a partida.

Desde a temporada 1946/1947, a primeira em que a NBA foi disputada, somente dois atletas causaram mais impacto em suas duas primeiras partidas nas finais. Allen Iverson conseguiu somar 71 pontos pelo Philadelphia 76ers nos primeiros embates contra o Los Angeles Lakers, na decisão de 2001. Dez anos antes Michael Jordan, atuando pelo Chicago Bulls, obteve 69 em suas primeiras aparições na finalíssima de 1991, também contra o time angelino.

Como base de comparação, os principais astros do Heat sequer chegaram perto da marca em suas duas primeiras participações em jogos de final. LeBron James somou 39 pontos, enquanto Dwyane Wade fez 51.

Entre os jogadores que superaram sua marca, Durant tem exemplos opostos de resultado. Iverson perdeu por 4 a 1 para os Lakers na final, enquanto Jordan sagrou-se campeão, também em cinco jogos.

Para sagrar-se campeão, o ala do Thunder precisará manter o desempenho nos próximos três jogos, que serão disputados em Miami. Se o time da casa defender seu mando e vencer todos, garante o título da NBA.

Para conseguir recuperar a vantagem de decidir em casa, o astro acredita que seu time precisa encontrar um meio de furar a defesa adversária.

"Fizemos ajustes na nossa defesa para conseguirmos mais contra-ataques, mas não foi suficiente. Eles apresentaram uma boa defesa nas finais", afirmou o ala.

No domingo, às 21h (de Brasília), Durant voltará à quadra no terceiro jogo da série final, contra o Heat, em Miami. A partida será transmitida pela ESPN.

Kevin Durant
Kevin Durant


Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos