UOL Esporte - Copa 2006UOL Esporte - Copa 2006
UOL BUSCA

Jorge Campos



Goleiro

AFP

Nome: 
Jorge Campos Navarrete

Nascimento: 
15/10/1966, em Acapulco

Clubes: Pumas (1988 a 1995), Atlante (1995 a 1996), Los Angeles Galaxy-EUA (1996), Atlante (1996 a 1997), Cruz Azul (1997 a 1998), Chicago Fire-EUA (1998), Pumas (1998 a 1999) Tigres (2000), Atlante (2000 a 2001), Pumas (2002), Puebla (2002 a 2005)

Títulos: Campeonato Mexicano (1991), Copa de Ouro da Concacaf (1993 / 1996 / 1998), Copa das Confederações (1999)

Copas: 3 (1994, 1998 e 2002)

Excentricidade é a melhor palavra para descrever a trajetória do mexicano Jorge Campos no futebol profissional. Se seu compatriota Antonio Carbajal se notabilizou no país por disputar cinco Copas, o goleiro dos Mundiais de 1994, 1998 e 2002 se tornou célebre por jogar na linha e pelas roupas coloridas.

Outro detalhe que chamava a atenção para Jorge Campos era o fato do mexicano ser pequeno para a posição de goleiro, com estatura de 1,75 m.

Além do visual multicolorido, sempre com prioridade para tons berrantes, Campos se notabilizou por ser um goleiro que marca gols.

Mas, ao contrário dos colegas Chilavert e Rogério Ceni, Campos fez muitos gols jogando fora de sua posição, pois também era atacante.

Ao todo na carreira, Campos anotou 35 gols, sendo que 14 deles foram registrados numa mesma temporada, 1989-90, quando defendia a camisa do Pumas.

No entanto, apesar da "crise de identidade" como jogador no começo de carreira, Jorge Campos acabou mesmo optando por seguir trajetória como goleiro.

Campos teve uma carreira movimentada, com passagens por muitos clubes do México, com destaque para Pumas e Atlante, e também pelo incipiente futebol profissional dos Estados Unidos, por Los Angeles Galaxy e Chicago Fire.

Pela seleção mexicana, Campos foi titular nas Copas de 1994 e 1998, quando a seleção mexicana caiu na mesma fase, nas oitavas-de-final. Em 2002, foi reserva de Oscar Pérez.

Em 2005, Jorge Campos deixou o futebol numa festa de despedida em Los Angeles, que também marcou o adeus do atacante brasileiro Romário.

Hoje, Campos trabalha na comissão técnica da seleção mexicana, como assistente do técnico Ricardo Lavolpe. Desta vez do lado de fora, estará presente a mais uma Copa do Mundo.

   
 

SELEÇÕES

4-4-2

Área

1.972.550 km²

População

100.340.000 hab.

Idioma

Espanhol

Capital

Cidade do México

Moeda

Peso