UOL Esporte Fórmula 1
 
09/03/2010 - 15h15

"O importante não é como se começa, mas como se termina", diz Schumacher

Das agências internacionais
Em Madri (Espanha)

Mesmo reiterando que a Mercedes ainda não está no mesmo nível das favoritas após uma análise do desempenho das equipes na pré-temporada da Fórmula 1, o alemão Michael Schumacher revelou que não está tão preocupado com o início da temporada. Para o heptacampeão mundial, o importante não é como se começa o campeonato, mas sim como se termina.

“Não estamos em posição de vencer corridas desde o começo. É importante estar próximo [das adversárias nas primeiras provas] e aproveitar a longa temporada para estar por cima no final. O importante não é como se começa, mas sim como se  termina”, disse Schumacher em nota publicada em seu site oficial.

O alemão disse que está ansioso para a abertura da temporada na próxima semana no GP do Bahrein, principalmente porque sente que “a equipe inteira está muito motivada”. “No ano passado [como Brawn GP] eles ganharam os dois títulos, e agora como Mercedes querem repetir o resultado”, falou o heptacampeão.

“Todos nós queremos ganhar. A temporada será longa e difícil, não há dúvida sobre isso, mas me encanta essa disputa. Por isso voltei para a Fórmula 1”, disse Schumacher, cuja última participação na F-1 foi na temporada de 2006, ainda pela Ferrari.

Sobre o desempenho do modelo W01 da Mercedes durante os testes coletivos da pré-temporada, quando o time alemão não esteve entre no mesmo nível que Red Bull, Ferrari e McLaren, Schumacher fez ressalvas.

“Creio que este desempenho se deve ao fato de termos usado mais combustível que os demais. Mas é difícil dizer com exatidão, porque não dá pra saber quem está guardando algumas cartas”, analisou. “Mas não usamos a configuração definitiva do carro. Foi algo deliberado, porque queríamos fazer isso nessas duas semanas entre os últimos testes e a corrida no Bahrein."

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host