UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
19/09/2010 - 14h35

Confronto entre torcidas rivais do Atlético-PR resulta em oito prisões

Do UOL Esporte
Em Curitiba


O presidente da torcida organizada Os Fanáticos, do Atlético-PR, o vereador Julio César Sobota, o Julião da Caveira, foi detido na noite de sexta-feira, em virtude de uma briga entre membros da sua facção e da organizada Ultras, também do Atlético. O confronto ocorreu na lanchonete Prajá, localizada junto à Arena da Baixada, durante a comemoração dos 18 anos de existência da Ultras.

Segundo informações da Rádio Banda B, cerca de 60 torcedores comemoravam o aniversário, quando em torno de 40 membros da Fanáticos chegaram ao local e iniciaram o confronto, que resultou em um quebra-quebra e vários torcedores feridos, nenhum com gravidade.

Em declaração à Banda B, a proprietária do Prajá, Maria Bruel, disse que Julião da Caveira, que também é vereador em Curitiba, pelo PSC, comandou a invasão e a briga. “O Julião foi o responsável por toda a confusão. Ele é quem liderava os torcedores que chegaram agredindo todo mundo. Eles quebraram tudo", disse a empresária.

A confusão só acabou com a chegada de policiais militares, que detiveram o presidente da Fanáticos e o encaminharam a uma delegacia. No total oito pessoas foram detidas. Após prestar depoimento, ele foi solto, por volta das 4 horas da madrugada de sábado.

Orientado por seu advogado, Julião não fez declarações à imprensa, mas, ao saber que foi acusado de liderar o quebra-quebra disse : “Deixe que falem o que quiserem”.

Apesar de torcerem para as mesmas cores, Fanáticos e Ultras são rivais históricos e já protagonizaram outros confrontos. Em 2000, em uma briga entre as facções, um torcedor foi ferido à faca na Arena da Baixada, antes da partida contra o Guarani, pelo Brasileiro.


 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host