Com corte na mão, Cavalieri admite sacrifício para evitar degola do Flu

Do UOL, no Rio de Janeiro

Diego Cavalieri
Diego Cavalieri

Veja Também

Apesar de ainda se tratar de um corte na mão esquerda, o goleiro Diego Cavalieri mais uma vez não será problema para o Fluminense na partida contra o Bahia, às 17h deste domingo, na Fonte Nova, pela última rodada do Campeonato Brasileiro.

Quem garante a escalação de Cavalieri é o próprio goleiro, que admitiu ainda sentir dores fortes no local, mas irá para o sacrifício na partida que pode definir o rebaixamento do Tricolor para a Série B em caso de derrota.

"Já consegui jogar contra o Atlético-MG com este problema. Foi um corte profundo, sete pontos que só serão retirados na semana que vem. Mas estou conseguindo treinar", disse Cavalieri.

Os treinos do goleiro, no entanto, têm acontecido de uma forma, no mínimo, inusitada para um jogador da posição: por conta do corte no polegar, ele não usou as mãos durante nas atividades das últimas duas semanas.

Cavalieri nega, no entanto, que as dores possam prejudicar seu rendimento em campo. Para ele, o problema tem sido contornado com ajuda da comissão técnica do Fluminense.

"O departamento médico está me auxiliando, a fisioterapia também... Estão fazendo de tudo para eu suportar a dor. Se fosse colocar  em risco o time e até mesmo eu, não estaria jogando. O mais importante é isso. Não está me limitando, não está me atrapalhando tecnicamente", garantiu.

O Fluminense está na 18ª posição do Campeonato Brasileiro, com 43 pontos, e precisa vencer o Bahia para se manter na primeira divisão. Além do triunfo, o time tem de torcer por tropeços de Vasco e Coritiba para seguir na Série A em 2014.

Notícias relacionadas



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos