Ponte se irrita com mensagem em telão e aciona CBF contra o Corinthians

Bruno Thadeu
Do UOL, em São Paulo *

  • Reprodução

    Telão da Arena Corinthians exibiu mensagem em alusão a título do time contra a Ponte Preta, em 1977

    Telão da Arena Corinthians exibiu mensagem em alusão a título do time contra a Ponte Preta, em 1977

Nota atualizada às 15h33

A Ponte Preta anunciou nesta sexta-feira que entrará, na segunda-feira, com representação contra o Corinthians na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pela mensagem apresentada no painel eletrônico do estádio em Itaquera.

No jogo vencido pelos corintianos por 2 a 0, na quinta-feira, o painel eletrônico do estádio estampou a mensagem #desde77, em alusão à conquista do título paulista obtido pelo time de Parque São Jorge contra a Ponte Preta.

A representação será avaliada pelo procurador-geral do STJD, Paulo Schmitt, que decidirá se a reclamação da Ponte é passível de denúncia. Ao UOL Esporte, Schmitt enfatiza que sua decisão depende de melhor análise, mas não vê gravidade no caso.

"Primeiro tem que ser formalizada [a representação] para depois avaliar de fato. Colocar frases em painéis têm sido uma prática relativamente nova, que poderia se enquadrar em um artigo que prevê multa. Ainda não é possível dizer qual será a consequência", disse Schmitt, relembrando frase no telão de Itaquera direcionada também ao Inter.

A Ponte pedirá que o Corinthians seja denunciado no artigo 213 do CBJD (não reprimir desordem na área esportiva sem invasão ao campo), que estabelece multa de R$ 100 a 100 mil.

Advogado da Ponte Preta, Giuliano Guerreiro informa que postura contra o Corinthians tem caráter de repúdio e não propriamente de pedir punição rigorosa ao clube paulistano, como perda de mando de campo.

"O intuito dessa representação é que essa atitude do Corinthians possa incitar a violência, um motivador de confusão. Queremos com isso prevenir algo perigoso para o futuro. Pode ter certeza que a Ponte não vai se rebaixar a esse nível quando o Corinthians jogar aqui".

Ponte já perdeu mandos por provocações fora de campo

A Ponte já foi punida por provocações vindas fora do campo. Em 2011, um locutor da Ponte provocou torcedores do Guarani no estádio Moisés Lucarelli, gerando briga generalizada entre as duas torcidas na arquibancada.

Já no duelo da Ponte contra o Joinville, pelo Brasileirão da Série B do ano passado, o locutor da Arena Joinville disse "A Ponte caiu". A mensagem irritou torcedores ponte-pretanos no estádio, causando agressões.

Nesses dois casos houve punições com perdas de mando de campo para os times envolvidos, pois as provocações resultaram em graves desordens.

Presidente corintiano nega provocação

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, disse que a mensagem exibida no telão não é provocativa.

"É uma frase porque fomos campeões em cima da Ponte, é um fato, não inventamos nada. Ninguém está provocando ninguém, são coisas sadias do futebol e vocês precisam aprender a conviver com isso e parar de colocar fogo. O Internacional reclamou, pedimos desculpas, peço de novo se for necessário. Perdemos para o Palmeiras e eles deixaram o estádio todo verde. Faz parte do jogo"

Confira nota oficial

A Associação Atlética Ponte Preta está entrando com representação contra o Corinthians em virtude de mensagem vinculada ontem no placar eletrônico do estádio, que provocou a torcida visitante e incitou à violência. Foram exibidos no telão durante o jogo os dizeres "#desde77", em referência ao fato que o time da casa estava vencendo e foi campeão sobre a Ponte Preta naquele ano, um fato até hoje contestado pelos torcedores e por parte da crônica esportiva como fruto de favorecimento da arbitragem de então. A representação será feita à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), via Federação Paulista de Futebol (FPF).

"Foi usado um meio oficial para provocar a torcida do adversário, uma atitude no mínimo imatura e que incita a violência. Cabe lembrar que na partida contra o Joinville o locutor do estádio lá também provocou a Ponte e houve punição ao time catarinense e mesmo aqui já tivemos episódio semelhante em dérbi no qual um locutor contratado excedeu-se em seus comentários e acabou banido", lembra o diretor jurídico alvinegro Giuliano Guerreiro.

O diretor social e vice-presidente Giovanni Dimarzio também se mostra indignado com o episódio. "Temos um bom relacionamento com a diretoria corintiana e nunca esperaríamos uma atitude destas, que apequena o time paulistano. Foi uma provocação gratuita e desnecessária, ainda mais em uma partida que ambas as equipes jogaram bem e que ocorreu justamente após um confronto no Paulista deste ano entre os dois em que notoriamente a Ponte foi prejudicada por erro de arbitragem que até os jogadores corintianos reconheceram. O que fizeram ontem foi uma atitude lamentável", afirma.

Confira nota oficial

A Associação Atlética Ponte Preta está entrando com representação contra o Corinthians em virtude de mensagem vinculada ontem no placar eletrônico do estádio, que provocou a torcida visitante e incitou à violência. Foram exibidos no telão durante o jogo os dizeres "#desde77", em referência ao fato que o time da casa estava vencendo e foi campeão sobre a Ponte Preta naquele ano, um fato até hoje contestado pelos torcedores e por parte da crônica esportiva como fruto de favorecimento da arbitragem de então. A representação será feita à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), via Federação Paulista de Futebol (FPF).

"Foi usado um meio oficial para provocar a torcida do adversário, uma atitude no mínimo imatura e que incita a violência. Cabe lembrar que na partida contra o Joinville o locutor do estádio lá também provocou a Ponte e houve punição ao time catarinense e mesmo aqui já tivemos episódio semelhante em dérbi no qual um locutor contratado excedeu-se em seus comentários e acabou banido", lembra o diretor jurídico alvinegro Giuliano Guerreiro.

O diretor social e vice-presidente Giovanni Dimarzio também se mostra indignado com o episódio. "Temos um bom relacionamento com a diretoria corintiana e nunca esperaríamos uma atitude destas, que apequena o time paulistano. Foi uma provocação gratuita e desnecessária, ainda mais em uma partida que ambas as equipes jogaram bem e que ocorreu justamente após um confronto no Paulista deste ano entre os dois em que notoriamente a Ponte foi prejudicada por erro de arbitragem que até os jogadores corintianos reconheceram. O que fizeram ontem foi uma atitude lamentável", afirma.

Veja também



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos