Chapecoense bate o América-MG de virada, com gol contra nos acréscimos

Do UOL, em Belo Horizonte

A Chapecoense jogou melhor do que o América-MG e mereceu vencer. O triunfo, por 2 a 1, foi garantido nos acréscimos, com gol contra do zagueiro Alison. Com o resultado, a equipe catarinense tomou a posição do Fluminense, que tem duas partidas a menos. No entanto, mesmo que o time carioca pontue na 21ª rodada, a Chapecoense sabe que ficará entre os dez primeiros colocados do Campeonato Brasileiro. Muita coisa para quem joga para não ser rebaixado.

Já o América segue seu calvário, com apenas três triunfos em 21 partidas. Sair da zona do rebaixamento parece algo cada vez mais improvável. O pouco futebol e os números não dão boas expectativas ao torcedor americano. Série A em 2017 somente com pelo menos 10 triunfos até o final do Brasileirão. Muito para quem tem apenas 13 pontos em 21 jogos.

Lucas Gomes se destaca com dribles e gol

Despertando interesse de grandes clubes do Brasil e até de equipes do exterior, o meia Hyoran é o grande nome da Chapecoense neste Campeonato Brasileiro. Mas o camisa 10 teve uma atuação discreta no Independência. O destaque foi o atacante Lucas Gomes, que marcou o gol de empate e ainda desconcertou a defesa adversária em vários lances, com muita velocidade e ótimos dribles.

Gimenez falha duas vezes e é substituído no intervalo

Tudo indicava que o primeiro tempo terminaria empatado sem gols. Até que Gimenez dominou uma bola perto da defesa e tentou sair jogando. O lateral direito da Chapecoense acabou desarmado por Gilson, que entrou na área e sofreu pênalti. Não satisfeito em perder a bola, Gimenez ainda cometeu o pênalti no jogador do América. O próprio Gilson bateu e abriu o placar. O resultado foi a derrota parcial da Chapecoense na etapa inicial e Gimenez substituído no intervalo.

Michael completa seis jogos e segue sem marcar

Reforço do América-MG para o ataque, o centroavante Michael segue sem conseguir fazer o que mais se espera dele: gols. Diante da Chapecoense o jogador revelado pelo Fluminense completou a sexta partida com a camisa americana, a quinta como titular, e ainda não balançou as redes. Para completar, Michael quase fez um gol contra, mas por sorte dele e do América, a bola bateu no travessão.

Enderson faz o América melhorar, mas ainda é pouco

Quando Enderson Moreira chegou ao América, a equipe somava apenas oito pontos em 15 partidas disputadas. Seis rodadas depois, o time mineiro já soma 13 pontos. Mas ainda é muito pouco para sonhar com a permanência na elite do futebol brasileiro. O aproveitamento subiu um pouco, mas não é o suficiente para o América ter alguma esperança de permanecer na Série A. Para não ser rebaixado, o time mineiro precisa fazer mais de 30 pontos nas 17 rodadas restantes da competição.

Caio Júnior mantém a Chapecoense entre os 10 do Brasileirão

A Chapecoense jogou muito melhor do que o América e mereceu vencer. Apenas não precisava ser com um gol contra e no último lance da partida. A equipe catarinense jogou melhor durante todo o segundo tempo e criou várias chances. Não fosse a falta de precisão na pontaria, a vitória seria assegurada de forma mais tranquila. Com a segunda vitória consecutiva, a Chapeconse se mantém entre os dez melhores colocados do Brasileirão.

FICHA TÉCNICA
AMÉRICA-MG 1 X 2 CHAPECEONSE

Data: 19/08/2016 (sexta-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Motivo: 21ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Público: -
Renda: -
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP/FIFA)
Auxiliares: Herman Brumel Vani (SP) e Anderson José de Moraes Coelho (SP)
Cartões amarelos: Mateusinho (AFC) Gimenez (CHA)
Gols: Gilson aos 45 min do primeiro tempo; Lucas Gomes aos 27 min do segundo tempo e Alison (contra) aos 47 min do segundo tempo

AMÉRICA-MG
João Ricardo, Hélder (Christian, aos 30 do 2º) Alison, Éder Lima, Gilson; Leandro Guerreiro, Juninho, Pablo (Diego Lopes, aos 44 do 2º) e Matheusinho (Eisner Loboa, aos 35 do 2º); Osman e Michael.
Treinador: Enderson Moreira.

CHAPECOENSE
Danilo; Gimenez (Sérgio Manoel, no intervalo), Willian Thiego, Filipe Machado e Dener; Gil (Martinuccio, aos 24 do 2º), Josimar, Cleber Santana e Hyoran (Thiaguinho, aos 32 do 2º); Lucas Gomes e Kempes.
Treinador: Caio Júnior.



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos