Figueirense estraga festa na Vila e vence Santos na despedida de Gabigol

Do UOL, em São Paulo

Manhã de sol e calor, estádio cheio, despedida de Gabigol e um adversário que até então estava na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Tudo estava preparado para uma festa na Vila Belmiro na manhã deste domingo. Mas não foi o que aconteceu. O Santos encontrou enorme dificuldade para furar o bloqueio do Figueirense, viu Rafael Moura marcar de pênalti e, assim, acabou derrotado por 1 a 0, em jogo da 22ª rodada do Brasileirão.

Com o resultado, o Santos estaciona nos 36 pontos e perde a chance de entrar no G-4, ficando, pelo menos por enquanto, com a quinta colocação da tabela. Já o Figueirense chega a 24 pontos, assume o 16º lugar e agora seca Internacional e Vitória neste domingo para permanecer fora da zona de rebaixamento.

O Santos ganha agora mais de uma semana para trabalhar até o próximo compromisso, marcado apenas para o dia 8 de setembro, contra o Internacional, no Beira-Rio. Já o Figueirense volta a campo um dia antes para encarar o Flamengo, fora de casa.

Gabigol bem que tentou

Por conta da viagem da Itália para o Brasil, o atacante Gabigol iniciou o jogo no banco de reservas e só foi a campo no intervalo. Mas deu azar logo quando entrou. Aos 2min, viu Rafael Moura abrir o placar. Depois, foi quem mais tentou do Santos e teve três boas finalizações ao gol de Gatito. Até chegou a balançar as redes, mas estava em posição de impedimento.

Gatito espetacular

 

Das poucas chances claras de gol criadas pelo Santos, a mais incrível aconteceu aos 15min do segundo tempo. Luiz Felipe tentou duas vezes, mas em ambas Gatito Fernández foi espetacular. Na primeira, deu um leve desvio mandando a bola na trave. Na segunda, fez uma defesa incrível à queima-roupa na segunda finalização do zagueiro santista. Já no fim do jogo, fez mais uma ótima defesa em chute de Vecchio.

Mais uma vez He-Man

Guilherme Dionízio/Estadão Conteúdo

Depois de marcar três gols na vitória por 4 a 2 sobre o Flamengo no meio da semana, pela Copa Sul-Americana, Rafael Moura fez mais um na manhã deste domingo, de pênalti (feito por Thiago Maia em cima de Jefferson). Assim, chegou ao seu sétimo gol no Campeonato Brasileiro – e o 13º na temporada.

Dorival ousa e tira zagueiro

Com o time do Santos sem muita criatividade, apesar da enorme porcentagem de posse de bola ao longo da partida, o técnico Dorival Júnior resolveu arriscar e, aos 21min do segundo tempo, colocou o meia Jean Mota na vaga do zagueiro David Braz. Depois, tentou Emiliano Vecchio na vaga de Vitor Bueno. Mas nada adiantou.

Figueirense cirúrgico

O Figueirense ficou pouco com a bola. Mas nas vezes que conseguiu ir para o ataque, assustou. E na principal delas, Jefferson levou um toque de Thiago Maia dentro da área e sofreu o pênalti que acabou decidindo a partida na Vila Belmiro.

Torcida sem paciência

Com o jogo em 0 a 0 e o Santos encontrando dificuldades para assustar o Figueirense, a torcida presente na Vila Belmiro demonstrou sua irritação já no fim do primeiro tempo. Até gritos de "não é mole, não, chegou a hora de ganhar o Brasileirão" puderam ser ouvidos na Vila. 

Homenagem a Gabigol

Com imagens em vídeo no telão da Vila Belmiro, o Santos prestou uma homenagem a Gabigol logo após o apito final. O jogador foi cumprimentado por jogadores do Santos (teve uma longa conversa com Ricardo Oliveira) e recebeu muitos aplausos da torcida santista. Minutos depois, recebeu uma placa das mãos do presidente Modesto Roma e conversou com a torcida alvinegra. Leia mais

Bruxa solta no Figueira

O técnico interino Tuca Guimarães teve trabalho no primeiro tempo. Ainda antes dos 25min, ele precisou queimar duas substituições. O zagueiro Marquinhos (aos 6min) e o meio-campista Elicarlos (21min) saíram machucados e foram substituídos por Bruno Alves e Jefferson.

SANTOS 0 X 1 FIGUEIRENSE

Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 28/08/2016 (domingo)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ) e Dilbert Pedrosa Moisés (RJ)
Público: 11.456 pagantes
Renda: R$ 465.045,00
Cartões amarelos: Copete, Thiago Maia e Renato (Santos); Ferrugem e Weley (Figueirense)
Gol: Rafael Moura, aos 2min do segundo tempo

SANTOS
Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz (Jean Mota), Luiz Felipe e Zeca; Thiago Maia, Renato, Lucas Lima e Vitor Bueno (Emiliano Vecchio); Copete (Gabriel) e Ricardo Oliveira
Técnico: Dorival Júnior

FIGUEIRENSE
Gatito Fernández; Ayrton, Werley, Marquinhos (Bruno Alves) e Marquinhos Pedroso; Elicarlos (Jefferson), Jackson Caucaia, Ferrugem (Renato) e Dodô; Lins e Rafael Moura 
Técnico: Tuca Guimarães



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos