Clubes se mobilizam por luto e enviam representantes para Chapecó

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Nelson Almeida/AFP

    Arena Condá receberá neste sábado o velório coletivo de jogadores e membros da delegação

    Arena Condá receberá neste sábado o velório coletivo de jogadores e membros da delegação

Fora as manobras de solidariedade anunciadas nos últimos dias, os grandes clubes brasileiros se mobilizam por um adeus in loco à delegação da Chapecoense, vítima de um acidente aéreo na última terça-feira. Representantes de vários clubes já confirmaram presença no velório coletivo marcado para este sábado, na Arena Condá.

O diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, em meio às negociações para prorrogar o contrato com o clube de Palestra Itália para a próxima temporada, representará o campeão brasileiro no tributo deste final de semana.

Ainda na capital paulista, o São Paulo enviará a figura do diretor executivo Marco Aurélio Cunha. O superintendente de marketing Gustavo Herbetta fará as homenagens in loco pelo Corinthians.

Do Internacional, o presidente Vitório Píffero, Fernando Carvalho e outros vices (Pedro Affatato) também estarão na cerimônia. Ainda no Rio Grande do Sul, o presidente Romildo Bolzan Jr. representará o Grêmio.

Pelo Atlético-PR, Luiz Sallim Emed (presidente) e Lauri Pick (vice-presidente) sairão de carro na noite desta sexta-feira de Curitiba rumo a Chapecó para a cerimônia. O Figueirense terá o presidente Wilfredo Brillinguer ao lado dos familiares das vítimas, enquanto pelo Sport o representante será Fábio Silva, vice-diretor de responsabilidade social.

Vasco da Gama e Fluminense não terão representantes no tributo deste sábado. Eurico Miranda, que emitiu condolências na quinta-feira, não delegou nenhum dirigente para viajar até Santa Catarina. Os dirigentes do time tricolor, por não conseguirem um voo, também assistirão de longe ao cerimonial.

Pelos clubes de Minas Gerais, o Cruzeiro terá Fabiano de Oliveira Costa, diretor jurídico, como representante, enquanto o Atlético-MG mandará um assessor do presidente Daniel Nepomuceno.

Homenagem além das fronteiras

Não apenas clubes brasileiros contarão com representantes no tributo deste sábado. O técnico da seleção brasileira, Tite, cancelou a viagem a Barcelona para prestar uma última homenagem às vítimas - 71 pessoas morreram entre membros da delegação da Chape, jornalistas e tripulantes do voo para Medellín.

O ex-lateral Belletti, embaixador do Barcelona, representará o clube catalão no velório. O Real Madrid enviará Lucas Silva, volante ex-Cruzeiro. Já a Fifa terá o próprio presidente, Gianni Infantino, na cerimônia na Arena Condá.



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos