Final da Copa SP terá segurança de clássico, mas FPF espera clima tranquilo

Guilherme Costa
Do UOL, em São Paulo

  • LUCIANO CLAUDINO/FRAME/ESTADÃO CONTEÚDO

    Corinthians ficou com o maior contingente de ingressos para a decisão da Copa São Paulo de 2014

    Corinthians ficou com o maior contingente de ingressos para a decisão da Copa São Paulo de 2014

Veja Também

A FPF (Federação Paulista de Futebol) espera um clima ameno para o próximo sábado, quando Corinthians e Santos disputarão no Pacaembu a decisão da Copa São Paulo de futebol júnior. Ainda assim, a entidade montou um esquema de segurança similar ao de um clássico de profissionais.

O tamanho do efetivo da PM (Polícia Militar) que trabalhará no jogo será definido em reunião agendada para a manhã desta sexta-feira. Contudo, a tendência é que esse contingente também siga a proporção da equipe de um clássico.

"Estamos tratando o jogo como se fosse um clássico, e um clássico tem suas ponderações de risco. Seguiremos os mesmos procedimentos de um clássico", explicou o coronel Marcos Marinho, diretor de prevenção e segurança da FPF. "Mas eu já estive em várias decisões, algumas com estádio cheio, e o clima não é igual ao de um jogo profissional. O pessoal vai com um espírito mais tranquilo, desarmado", completou.

A entidade estadual colocou 37 mil ingressos à venda para o jogo de sábado. O Santos ficou com uma carga menor (cerca de 14 mil ingressos, correspondentes ao tobogã e às arquibancadas dos portões 21 e 22). Os torcedores do Corinthians poderão ver a decisão nas arquibancadas amarela e verde, além do setor laranja. Numeradas cobertas e descobertas serão ambientes neutros.

"Nessa parte pode ter mistura, mas acho que vai ficar mais para os corintianos", avaliou o coronel Marinho. Até a noite de quinta-feira, os torcedores da equipe da capital já haviam esgotado a carga destinada a eles. Em cada setor reservado aos santistas, por outro lado, sobravam cerca de 600 bilhetes.

A diretoria do Santos chegou a emitir uma enfática nota de repúdio à divisão de ingressos. No texto assinado pelo presidente Odílio Rodrigues, o time da Vila Belmiro ponderou que o regulamento da Copa São Paulo não é claro e pediu que a FPF adotasse um critério como a melhor campanha ou um sorteio.

"Uma divisão meio a meio seria bonita para o torcedor, mas para a segurança...", ponderou o coronel Marinho.

No sábado, a PM montará um esquema especial para separar a entrada de torcedores das duas equipes. Depois do término do jogo, a torcida vencedora terá a saída retardada do estádio – a FPF fará uma cerimônia de premiação no gramado, logo após o apito final.

A decisão entre Corinthians e Santos é a 18ª da Copa São Paulo entre times paulistas – a edição deste ano é a 45ª da história da competição. O último duelo entre equipes do Estado em uma disputa de título do torneio aconteceu em 2010, com vitória do São Paulo sobre o Santos nas cobranças de pênaltis.

Notícias relacionadas



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos