Voluntários da Euro são espancados por russos, e associação denuncia racismo contra tcheco

Do UOL, em São Paulo

A violência marcou a estreia de Rússia e República Tcheca pela Eurocoa-2012. Antes do início do jogo, imagens captadas por um celular mostram dois funcionários da arena de Wroclaw (Polônia) sendo espancados por várias torcedores russos. Além disso, uma associação denunciou atos racistas contra o lateral tcheco Theodor Gebreselassie.

De acordo com as autoridades poloneses, foram registrados vários distúrbios na cidade, também antes do jogo, que terminou com vitória da Rússia por 4 a 1. Quatro torcedores russos, por exemplo, foram presos por provocarem uma briga em um bar local.

Em comunicado oficial, a Uefa disse que 'estava ciente do incidente' e que 'a situação foi controlada rapidamente'. De acordo com a entidade, a polícia local irá investigar o fato.

"A causa não é conhecida. Mas estamos estudando os relatórios de segurança e imagens disponíveis", completa o comunicado. "Estamos tentando identificar seus agressores", acrescentou Pawel Petrykowski, porta-voz da polícia local.

Para completar, a associação "Nunca Mais", membro da Fare (Futebol contra o Racismo na Europa), entidade apoiada pela Uefa, relatou um incidente racista na mesma partida.

A entidade alega que um observador teria ouvido cânticos com o termo 'macaco', sendo dirigidos por alguns torcedores russos ao jogador tcheco Theodor Gebreselassie, que tem pai etíope e é o primeiro atleta negro a atuar pela seleção.

Últimas de Esporte



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos