UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/libertadores/ultimas-noticias/2012/03/13/peladas-em-santos-e-sapato-society-sao-armas-de-ganso-contra-grama-sintetica-no-peru.htm
  • 'Peladas' em Santos e sapato society são 'armas' de Ganso contra grama sintética no Peru
  • 19/09/2014
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Ganso já está acostumado a jogar em gramado sintético e usará chuteira adequada

Ganso já está acostumado a jogar em gramado sintético e usará chuteira adequada

13/03/2012 - 19h38

'Peladas' em Santos e sapato society são 'armas' de Ganso contra grama sintética no Peru

Samir Carvalho
Do UOL, em Santos (SP)

O meia Paulo Henrique Ganso não prevê dificuldades em jogar no gramado sintético na partida contra o Juan Aurich, em Chiclayo, nesta quinta-feira, às 19h45 (de Brasília), no estádio Elias Aguirre, no Peru, pela 3ª rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América.

O camisa 10 declarou que está acostumado a jogar “peladas” fora do clube em gramados sintéticos e, por isso, já está adaptado a grama artificial. O jogador, inclusive, abandonará a tradicional chuteira de travas para o jogo contra os peruanos, pois levou um sapato society para atuar no Peru.

Paulo Henrique Ganso em fotos
Paulo Henrique Ganso em fotos

“Estou levando um sapato society, vou jogar com ele. É um calçado diferente para o sintético. A borracha da grama prende mais, mas não vai atrapalhar. A chuteira tem uma trava maior, enquanto a chuteira do sintético tem travas menores”, afirmou Ganso, que também comentou sobre as ‘peladas’ em gramas sintéticas.

“Particularmente eu sempre gosto de jogar uma peladinha fora do clube. Então já conheço bem o sintético e não vai me prejudicar em nada. Já estou acostumado, até por brincar, jogar uma pelada fora do clube, sempre em gramado sintético”, disse.

Despreocupado com o gramado artificial do estádio Elias Aguirre, Ganso só alerta a equipe santista para um provável ‘retranca’ do Juan Aurich.

“Sabemos pouco sobre o adversário, o Muricy Ramalho ainda vai passar algo. Pelo pouco que eu ouvi falar, é uma equipe ‘retranqueira’, que joga atrás. Tem muitos jogadores lá trás, mas temos que ter paciência para achar o gol”, concluiu.

Placar UOL no iPhone