UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/libertadores/ultimas-noticias/2012/05/17/tite-diz-que-proposta-era-fazer-gol-fora-mas-gramado-e-vasco-pararam-o-corinthians.htm
  • Tite diz que proposta era fazer gol fora, mas gramado e Vasco pararam o Corinthians
  • 24/10/2014
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
"Está em aberto, por isso que coloquei que nossa proposta era fazer gols", diz Tite

"Está em aberto, por isso que coloquei que nossa proposta era fazer gols", diz Tite

17/05/2012 - 01h20

Tite diz que proposta era fazer gol fora, mas gramado e Vasco pararam o Corinthians

Do UOL, em São Paulo

O objetivo do Corinthians era obter em São Januário um empate com gols diante do Vasco, no jogo de ida pelas quartas de final da Copa Libertadores. A partida terminou 0 a 0, e o técnico Tite atribuiu ao gramado e à marcação adversária o baixo rendimento do seu ataque, na noite desta quarta-feira. Na próxima semana, o Timão precisa de uma vitória simples no Pacaembu para garantir vaga na semifinal, enquanto um empate com gols classifica o time da Colina.

“Está em aberto, por isso que coloquei que nossa proposta era fazer gols. Claro que é melhor do que perder. Entre fazer gol e perder, pera lá... A escala é vencer, empate com gols e a pior delas é empate por 0 a 0”, comentou o treinador.

A chuva no Rio prejudicou o campo. “O gramado está melhor que em outras vezes, mas estava muito encharcado, enlameado. No ultimo terço do gramado, fica tecnicamente prejudicada a jogada”, opinou Tite.

"O Emerson foi às vezes pelo lado, depois pelo meio, para confundir. O Alex gosta de flutuar, rodou atrás dos volantes, o Jorge Henrique teve a bola do jogo, mas do outro lado o goleiro fez uma grande defesa. Entrou o Willian, o Emerson foi agudo por fora, são jogadores com essa característica, mas prejudicados pelo gramado e também pela marcação do Vasco", completou.

Segundo o Datafolha, o Corinthians finalizou a gol dez vezes, sendo seis para fora e quatro defesas de Fernando Prass. A melhor delas ocorreu aos 15 min do segundo tempo, quando Alex cruzou e Jorge Henrique mergulhou de cabeça, quase na pequena área, mas o camisa 1 do Vasco salvou com os pés, no reflexo.

Os donos da casa de fato marcaram forte, como disse Tite. No total, a equipe de Cristóvão Borges realizou 161 desarmes, contra 156 dos visitantes.

O meia Danilo aprovou a igualdade sem gols. “O 0 a 0 foi um bom resultado na minha opinião. Se perde aqui seria uma pressão grande lá. Agora é jogar sem desespero, porque a gente precisa da vitória para passar."

Placar UOL no iPhone