${estacao.titulo} Futebol
  • http://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/libertadores/ultimas-noticias/2013/02/23/torcedor-morto-em-jogo-do-corinthians-e-enterrado-na-bolivia.htm
  • Torcedor morto em jogo do Corinthians é enterrado na Bolívia
  • 16/04/2014
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Kevin Espada, que tinha 14 anos, morreu ao ser atingido por um sinalizador na última quarta

Kevin Espada, que tinha 14 anos, morreu ao ser atingido por um sinalizador na última quarta

23/02/2013 - 15h38

Torcedor morto em jogo do Corinthians é enterrado na Bolívia

Do UOL, em São Paulo

O jovem boliviano Kevin Douglas Beltrán Espada, morto na última quarta-feira, após ser atingido por um sinalizador, foi enterrado neste sábado em Cochabamba. O torcedor do San José, que tinha 14 anos, faleceu durante a partida contra o Corinthians pela Libertadores da América. Ele foi atingido por um sinalizador disparado por torcedores do Corinthians, segundo a polícia boliviana.

Centenas de familiares e amigos estiveram no enterro, no cemitério Parque das Memórias em Cochabamba, segundo a agência EFE.

O incidente que levou à morte do jovem torcedor boliviano aconteceu ainda no primeiro tempo da partida entre Corinthians e San José, na noite de quarta-feira. Um sinalizador foi  disparado da arquibancada onde estavam cerca de 300 torcedores do Corinthians e atingiu a cabeça da vítima, matando-a quase que imediatamente.

TORCEDORES ESTÃO EM PRESÍDIO SUPERLOTADO E VIGIADO POR DETENTOS

  • Penitenciária de San Pedro, Oruro, Bolívia. É lá que os 12 torcedores corintianos indiciados pelo homicídio do jovem boliviano Kevin Douglas Espada, de 14 anos, ficarão presos à espera do julgamento ou uma segunda ordem judicial. Funcionando desde 1844, a prisão está hoje superlotada e opera sob um controle peculiar de segurança: lá, são os próprios detentos os responsáveis por garantir a ordem. A descrição é do ministro conselheiro da embaixada do Brasil na Bolívia, Eduardo Saboia. Ele é o chefe da representação brasileira no país vizinho e acompanha, com certa apreensão, a situação dos brasileiros presos após o jogo entre San José e Corinthians, na quarta-feira - o duelo terminou empatado em 1 a 1.

 A morte do torcedore aconteceu pouco depois que o atacante do Corinthians, o peruano Paolo Guerrero, marcou o primeiro gol da partida, que terminou em 1 a 1. A jogo continuou, enquanto o menino era levado em vão a um hospital público local.

Doze torcedores do Corinthians estão presos em Oruro. Dois deles foram indiciados como responsáveis pela morte de Kevin. Os outros 10 são apontados pela polícia local como cúmplices. .

Na última sexta-feira, o juiz Julio Huarachi aceitou a tese da promotoria e determinou a prisão preventiva dos 12 torcedores do Corinthians. A Justiça boliviana entendeu que os torcedores não devem ser liberados para responder em liberdade, pois há risco de fuga.

 

O caso levou a Conmebol a punir o Corinthians. De forma preventiva, o clube ficou obrigado a jogar com estádio vazio nas partidas que terá mando de campo. Nos jogos fora de casa, os corintianos tampouco poderão ver o seu time no estádio. Os dirigentes corintianos recorreram e pretendem reverter a decisão.

Placar UOL no iPhone