UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/mineiro/ultimas-noticias/2012/04/08/atacante-walter-diz-que-e-normal-o-atletico-mg-pipocar-diante-do-cruzeiro.htm
  • Walter diz que é normal Atlético-MG 'pipocar' contra Cruzeiro; Kalil ironiza: 'é um gordinho?'
  • 27/11/2014
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
08/04/2012 - 18h29

Walter diz que é normal Atlético-MG 'pipocar' contra Cruzeiro; Kalil ironiza: 'é um gordinho?'

Do UOL, em Belo Horizonte *
  • Atacante Walter provocou o Atlético-MG ao dizer que o adversário pipoca contra o Cruzeiro

    Atacante Walter provocou o Atlético-MG ao dizer que o adversário pipoca contra o Cruzeiro

O atacante Walter, que entrou no segundo tempo do clássico deste domingo, em Sete Lagoas, considerou o empate por 2 a 2, com o Atlético-MG com “sabor de derrota” e afirmou que o adversário ‘pipocou’ no segundo tempo. “No primeiro tempo nosso time entrou mal, no segundo entrou bem, partiu para cima e o time deles é normal pipocar para o nosso time”, disse Walter, ainda dentro de campo, logo após o término do jogo.

Ao ser indagado sobre a opinião emitida por Walter, o presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, ironizou o jogador celeste. “Esse rapaz joga de quê? É um gordinho? Ele está desmoralizando o preparador físico do Cruzeiro, eu vi ele em campo, é uma aberração total, vamos falar de Wellington Paulista e Anselmo Ramon, vamos falar de Walter? Ele é uma aberração, é um gordinho né, ele está desmoralizando o preparador físico e nutricionista do Cruzeiro”, respondeu o mandatário atleticano.

 “Nosso time entrou em cima deles e eles sempre jogando a bola para fora, tentando segurar o jogo, a gente foi para cima e conseguimos o empate”, observou o atacante celeste.

Walter afirmou que o Atlético não suportou a pressão do Cruzeiro no segundo tempo. “Falei que era um jogo que qualquer gol que o Atlético levasse ficaria com medo, não foi diferente, ele levou um gol do Anselmo e nosso time partiu para cima, eles ficaram com pressão e acabaram não agüentando. O empate para eles ficou com gostinho de vitória”, acrescentou Walter, em entrevista, já no vestiário.

O Atlético saiu à frente no primeiro tempo, abriu dois a zero, mas não conseguiu suportar a pressão do time celeste na segunda etapa e acabou sofrendo dois gols. “O time deles estava jogando igual uma final e o nosso time estava como se fosse mais um jogo, no segundo tempo melhorou”, destacou Walter.

 

* Atualizada às 18h50

Placar UOL no iPhone