Pelo Twitter, Atlético-PR reclama de arbitragem: 'décadas sendo roubados'

Do UOL, em Curitiba

  • Heuler Andrey/DiaEsportivo/AGIF

    Deivid, do Atletico-PR, disputa lance com Roberto, do Coritiba, no primeiro Atle-Tiba das finais

    Deivid, do Atletico-PR, disputa lance com Roberto, do Coritiba, no primeiro Atle-Tiba das finais

O Atlético, mais uma vez, saiu reclamando bastante da arbitragem do clássico Atle-tiba, que terminou empatado por 2 a 2, domingo passado. A exemplo do jogo anterior, no qual também se sentiu prejudicado, o clube protestou contra Evandro Rogério Roman, usando as redes sociais para registrar seu desagrado.

Logo após a partida, o Twitter oficial do clube publicou dois posts. O primeiro reclamava de um pênalti não marcado sobre Zezinho no momento em que o Furacão vencia por 2 a 1. 

"O tri dos verdes se acontecer eles deverão a arbitragem doméstica, o resto é fantasia! Se marca o penalty, 3x1 acabava o jogo...", disse a publicação.

Em seguida, outro post afirmava que o clube não mais disputará estaduais para ganhar. "Este será o último estadual que estamos jogando para ganhar, não daremos + "murro em ponta de faca"! Décadas sendo roubado", comentou.

O clássico teve dois lances polêmicos. Aos 26 minutos do segundo tempo, Zezinho invadiu a área, tentou passar por Lucas Mendes, do Coritiba, e caiu.O árbitro não marcou a penalidade máxima.

Antes, aos 18 minutos, o Coritiba também havia reclamado de um pênalti não assinalado. Tcheco cruzou da ponta direita e a bola tocou na mão do zagueiro Bruno Costa, mas o lance prosseguiu.

Assim como já havia feito antes do jogo deste domingo, o Atlético deverá novamente pedir árbitro de fora do Estado para o segundo jogo, domingo que vem, no Couto Pereira.



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos