UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2011/08/31/medicos-suspendem-sedativos-e-ricardo-gomes-ja-esta-acordado-e-se-movimentando.htm
  • Médicos suspendem sedativos e Ricardo Gomes já está acordado e se movimentando
  • 29/08/2014
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Fabio Miranda, Ricardo Periard e José Guasti falam da evolução de Ricardo Gomes

Fabio Miranda, Ricardo Periard e José Guasti falam da evolução de Ricardo Gomes

31/08/2011 - 10h03

Médicos suspendem sedativos e Ricardo Gomes já está acordado e se movimentando

Pedro Ivo Almeida
No Rio de Janeiro

Na noite desta quarta-feira, as 72 horas após a cirurgia de drenagem do sangue pela qual o técnico Ricardo Gomes passou, depois de sofrer um AVC hemorrágico, se completam. Os médicos que cuidam do comandante vascaíno esperavam retirar os sedativos neste período para ver como o paciente reagiria. Mas tudo dependia da evolução do quadro do treinador. Na manhã desta quarta, o clima no Hospital Pasteur, onde Ricardo está internado, ficou mais leve. Médicos animados e alguns sorrisos em meio ao clima tenso que tomou conta do hospital nos últimos dias pareciam preceder boas notícias. Que se concretizaram: os sedativos que mantinham Ricardo em coma induzido foram retirados esta manhã e o comandante vascaíno já está acordado e se movimentando. 

"Suspendemos de manhã cedo os sedativos e com duas horas Ricardo já apresenta reações positivas. Acordou, abriu os olhos lentamente, em determinados momentos movimentou braços e pernas bem mais do lado esquerdo do que do direito, como esperado. Isso não quer dizer que vai ter sequelas, ainda é cedo para uma avaliação definitiva, mas vamos iniciar a fisioterapia e ele deve recuperar totalmente os movimentos. Terminou o período de maiores complicações e ele apresenta normalidade no estado clínico e está com os sinais vitais normais. Os exames de imagem compatíveis apresentam excelente evolução", disse Fabio Guimarães de Miranda, responsável pelo CTI do hospital.

Apesar do quadro estar caminhando melhor do que o esperado, o neurocirurgião que operou o comandante vascaíno, José Antonio Guasti, alerta que o estado de saúde de Ricardo ainda é grave, mas acredita que ele deve recuperar os movimentos completos do corpo:

"Dentro do que imaginamos nesse primeiro momento, o panorama é dos melhores. Ele ainda segue no CTI por alguns dias. O estado inspira cuidado, é grave, mas é bem melhor do que há dois, três dias. A grande evolução dele foi nas últimas 12 horas", afirmou.

Ricardo ainda respira com auxílio de um aparelho, mas já apresenta movimentos de respiração espontâneos. Ele ainda não fala, pois está entubado, mas respondeu aos chamados dos médicos.

Confira a íntegra do boletim médico:

Hoje, às 6h, a sedação que induzia ao coma do paciente Ricardo Gomes foi retirada pela equipe médica. Segundo os especialistas, o despertar do paciente foi bastante favorável. “Devido a boa resposta que ele vem apresentado ao tratamento foi possível começarmos esse processo. E, duas horas após a suspensão dos sedativos ele apresentou reações positivas, como abrir os olhos e movimentar os membros superiores e inferiores. Nessa etapa é natural que caso ele apresente alguma agitação, seja feita uma leve sedação novamente”, esclareceu dr. Fabio Guimarães Miranda.

Durante o dia de hoje, Ricardo Gomes iniciará o tratamento de fisioterapia motora e respiratória. “O trabalho de fisioterapia no leito faz parte da terapêutica multidisciplinar e é fundamental para o reforço muscular e para a progressiva retirada dos aparelhos de respiração artificial,” explicou dr Ricardo Periard.

De acordo com o dr. José Antônio Guasti, o paciente ainda permanecerá sobre cuidados intensivos durante pelo menos três dias. Ele explicou também, que ainda é cedo para avaliar possíveis sequelas. “Estamos muito otimistas com a recuperação dele. Não tenho dúvidas que além de todos os esforços médicos a força e a energia de todos está ajudando nesse processo”, enfatizou.

O paciente está com todas as suas funções orgânicas dentro da normalidade. Ele encontra-se estável, internado em leito de Centro de Terapia Intensiva (CTI) e em processo de retirada de respiração artificial (a ventilação 100% mecânica foi substituída por um aparelho que apenas auxilia a respiração do paciente).

Relembre o que aconteceu com Ricardo Gomes:

No segundo tempo do jogo contra o Flamengo, no dia 28, Ricardo Gomes passou mal e foi levado ao Hospital Pasteur, onde foi diagnosticado com AVC hemorrágico. O técnico foi submetido a uma neurocirurgia para drenagem do hematoma cerebral, que tomava 70% de seu cérebro, e controle da hipertensão intracraniana. O procedimento, que durou cerca de três horas, foi realizado com sucesso pela equipe do neurocirurgião José Antonio Guasti e com o suporte clínico do médico Fábio Miranda. A tomografia computadorizada no pós-operatório imediato foi bastante satisfatória, mostrando que o hematoma foi totalmente removido e a pressão intracraniana mantida sob controle. Os médicos esperavam as 72 horas após a cirurgia para retirar os sedativos e analisar se o comandante cruzmaltino terá alguma sequela na fala ou na motricidade do lado direito.

Placar UOL no iPhone