UOL futebol

Mercado da Bola

Confira tudo o que acontece no mercado do futebol nacional

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2012/01/06/montillo-poe-familia-em-primeiro-plano-e-deixa-decisao-para-diretoria-do-cruzeiro.htm
  • Montillo põe família em primeiro plano e deixa decisão para diretoria do Cruzeiro
  • 23/10/2014
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Montillo afirmou que proposta do Corinthians é 'muito boa' para sua família

Montillo afirmou que proposta do Corinthians é 'muito boa' para sua família

06/01/2012 - 11h55

Montillo põe família em primeiro plano e deixa decisão para diretoria do Cruzeiro

Guyanne Araújo
Do UOL, em Belo Horizonte

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, na Toca da Raposa II, o meia Montillo disse que não deseja sair do Cruzeiro, porém admitiu que o futuro de sua família está em primeiro lugar e a proposta do Corinthians “é muito boa” para ele. O armador argentino afirmou que a decisão será tomada em reunião com o presidente celeste, Gilvan de Pinho Tavares, que ocorrerá nos próximos dias.

“Estou muito contente em jogar no Cruzeiro, estou muito feliz aqui. Não é que eu queira sair do Cruzeiro, só que vou defender o interesse da minha família, eu estou trabalhando hoje (sexta-feira) aqui, a proposta para minha família é muito boa, mas não quero falar que quero sair do Cruzeiro, quero ficar, mas eu falei com a diretoria, estou esperando o presidente Gilvan falar comigo”, observou Montillo.

Montillo
Montillo

Nessa quinta-feira, Montillo divulgou nota por meio de sua assessoria de imprensa, na qual manifestou o desejo de se transferir para o Corinthians, que apresentou proposta superior ao que o meia recebe no Cruzeiro. Para resolver a situação, o armador argentino pediu para conversar com o presidente do Cruzeiro e, durante a entrevista desta sexta-feira, admitiu ter pressa para chegar a um acordo com o clube mineiro.

"Não gosto dessa novela, em que todo mundo fica falando do Montillo, colocando coisas que eu não falei, porque nas férias eu desliquei o telefone. Vocês sabem que não falei com ninguém, só falei com o presidente. Eu gosto de falar as coisas na cara da pessoa. Se tem de acertar alguma coisa contratual, vou falar com ele (Gilvan Tavares)", afirmou Montillo.

"Minha família está à frente de tudo, meus filhos, minha mulher, meus pais. Eu vou continuar trabalhando do mesmo jeito. Sou jogador do Cruzeiro, como falei ontem, mas vou conversar com a diretoria. Eles podem fazer um esforço para que eu fique, a última palavra é do presidente Gilvan. Se ele não quiser que eu vá, vai ter de falar comigo e acertar para que eu fique aqui", acrescentou o meia.

Montillo lamentou a revolta de torcedores do Cruzeiro, que chegaram a chamá-lo de 'ingrato', mas reafirmou que não mudará seus planos. "Sei que muito torcedor ficou chateado com o que eu falei ontem (quinta-feira), mas continuo com o mesmo pensamento, tenho de pensar na minha família também. Cheguei ao Cruzeiro há um ano e meio e acho que fiz o melhor com a camisa, e vou continuar fazendo isso", disse.

"Aqui ninguém está falando que eu já sou jogador de outro time. Sou jogador do Cruzeiro, me apresentei na pré-temporada, estou fazendo o melhor porque estou pensando no (Campeonato) Mineiro, eu não posso pensar em outro time. Sou jogador do Cruzeiro por enquanto e penso desse jeito, tenho respeito aos meus companheiros, à comissão técnica... eu ouvi falar um monte de coisas, que o Montillo está diferente. Estou do mesmo jeito, trabalhando com a mesma alegria que eu trabalho sempre. Só que decidi não falar muito com a imprensa, porque senão vão colocar mais coisas dentro do fogo, como se fez nas férias", acrescentou o argentino.

Segundo Montillo, a prioridade é do Cruzeiro, desde que a diretoria celeste cubra a proposta do Corinthians. "Se o presidente Gilvan fizer uma proposta para ficar, e que possa garantir o bem-estar da minha família, eu vou falar com ele (seu empresário, Sergio Irigoitia) que a prioridade é do Cruzeiro. Mas, como continuo falando, eu vou pensar na minha família, em mim, tenho 27 anos, então tenho de pensar muita coisa", ressaltou o meia.

A diretoria do Cruzeiro já admitiu, no entanto, que não tem como igualar a proposta do Corinthians. Porém, o clube mineiro se mantém firme no propósito de negociar o meia por 15 milhões de euros – a oferta do clube paulista gira em torno de 8,3 milhões de euros (cerca de R$ 20 milhões). Em entrevista coletiva na quinta-feira, o diretor de futebol, Dimas Fonseca, disse que a pressão feita por Montillo não mudará decisão do presidedente Gilvan Tavares. O São Paulo também está na briga para ter o argentino.

O jogador argentino disse que não questiona o valor fixado pela diretoria do Cruzeiro, porém admitiu que brigará por melhorar seu salário. "Não estou falando que o preço que ele (Gilvan Tavares) colocou é caro, que é muito. O preço ele coloca. Se um time vem e quer comprar o Montillo, a negociação tem de ser com ele. Mas eu vou defender o meu, sobre o meu salário eu posso falar, eu vou defender depois. Se ele quer vender por 30 milhões de euros, eu não posso falar nada, ele é o presidente do clube. Eu estou defendendo o meu, eu quero o melhor para mim e para minha família, sobretudo", observou Montillo.

DIRETOR DE FUTEBOL DO CRUZEIRO COMENTA A SITUAÇÃO DE MONTILLO

Placar UOL no iPhone