UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2012/02/28/tirone-nao-ve-contradicao-em-pedir-dinheiro-de-torcedor-mas-barrar-voto-direto-no-palmeiras.htm
  • Tirone não vê contradição em pedir dinheiro de torcedor, mas barrar voto direto no Palmeiras
  • 18/04/2014
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Presidente diz que torcedor pode doar por Wesley e que "Diretas Já" serão analisadas

Presidente diz que torcedor pode doar por Wesley e que "Diretas Já" serão analisadas

28/02/2012 - 17h00

Tirone não vê contradição em pedir dinheiro de torcedor, mas barrar voto direto no Palmeiras

Danilo Lavieri
Do UOL, em São Paulo

Assim que abriu a campanha para que a torcida ajude na chegada de Wesley, o presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone, passou a receber questionamentos sobre uma contradição em permitir participação na vida econômica, mas não na vida política do clube. Conselheiros e torcedores afirmam que tentam, há mais de dois anos, ter o direito de votar no presidente da equipe. O dirigente, no entanto, não vê contradição no caso.

COMO FUNCIONA A COMPRA DO WESLEY?

1- O Palmeiras entra em acordo com o Werder Bremen por um valor pelo jogador: R$ 15 milhões
2- O time calcula quanto gastará entre impostos, taxa de formador do Santos e outros gastos da transação
3- O valor total calculado pela diretoria do Palmeiras foi de R$ 21 milhões. O torcedor compra cotas de R$ 100
4- O MOP (Meu Próprio Jogador, da sigla em inglês) ganha 10% do valor caso o montante seja alcançado
5- Caso o valor não seja alcançado, o valor de doação feito pelos torcedores é devolvido para os doadores
6- Caso seja alcançado, todo o valor é revertido de maneira imediata, à vista, para o Werder Bremen
7- O prazo de arrecadação é o dia 27 de março. Há a possibilidade do Palmeiras completar o total fazendo doação do próprio bolso para não perder o acumulado

Segundo ele, a questão das "Diretas Já" ainda precisa ser amadurecida para ser colocada em prática. Na coletiva de imprensa que tentou explicar o sistema para a contratação de Wesley, o presidente palmeirense disse não ser contra a participação da torcida na vida política do clube. Já Roberto Frizzo, vice-presidente do Palmeiras, diz que o torcedor deve participar por "amor" ao clube. 

“O Palmeiras é um clube democrático. Temos um sistema político que faz 100 anos e o patrimônio foi feito em cima dos grandes presidentes palmeirenses. Agora, existe um amadurecimento das coisas. O Palmeiras vem tentando entender qual a vontade da torcida. No momento certo, as coisas vão amadurecer. Não somos contra a abertura política do clube, mas precisamos amadurecer”, disse Tirone.

Ao mesmo tempo em que defende a modernização, o cartola cai em contradição ao admitir que o mesmo sistema predomina no clube por mais de 100 anos sem sofrer nenhuma modernização.


Além disso, internamente, ele não pressiona o presidente do Conselho Deliberativo, José Vergamini, a colocar a requisição assinada por 81 conselheiros pedindo a alteração do estatuto. As regras do clube não preveem um período mínimo para que a mudança seja votada.

Neste domingo, a torcida que organizou a canonização de Marcos já se mobiliza para fazer a Festa da Gaveta, que “comemora” um ano de engavetamento da requisição assinada pelos conselheiros e de outros documentos que foram esquecidos pela atual gestão por causa da sua preferência política. 

Placar UOL no iPhone