UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2012/04/09/pai-lamenta-nao-comemorar-15-anos-de-garoto-morto-no-vasco-e-descarta-processo.htm
  • Pai lamenta não comemorar 15 anos de garoto morto no Vasco e descarta processo
  • 01/11/2014
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Wendel, que faria 15 anos, morreu em um centro de treinamento do Vasco em Itaguaí

Wendel, que faria 15 anos, morreu em um centro de treinamento do Vasco em Itaguaí

09/04/2012 - 11h00

Pai lamenta não comemorar 15 anos de garoto morto no Vasco e descarta processo

Vinicius Castro
Do UOL, no Rio de Janeiro

A morte do jovem Wendel Junior Venâncio da Silva, em um centro de treinamento do Vasco, completa dois meses nesta segunda-feira, dia no qual ele também faria 15 anos e teria uma festa planejada pela família, em São João Nepomuceno (MG). Na ocasião, o garoto passava por testes para integrar as categorias de base do clube. Aos 12 minutos de atividade, sofreu um mal súbito e veio a falecer. O CT de Itaguaí não contava com médicos e equipamentos para a realização dos primeiros socorros.

VASCO SOFRE DOIS PROCESSOS, E MP VÊ SEIS IRREGULARIDADES APÓS MORTE

  • UOL Esporte

    Principal problema da gestão Roberto Dinamite, as categorias de base do Vasco seguem dando dor de cabeça ao mandatário. A morte de um garoto de 14 anos nas dependências do clube chamou a atenção para o assunto há quase dois meses, mas o Ministério Público já investiga o futebol amador da equipe desde agosto de 2010. Agora, o órgão foi além e apontou seis irregularidades, que resultarão na próxima semana em dois processos contra o clube. Um movido pela Promotoria da Infância e da Juventude e outro pela Procuradoria do Trabalho.

São 60 dias de angústia para a família. Os pais Antônio Carlos e Rita de Cássia não suportam mais a espera pelo laudo da morte. Até o momento, não foram informados sobre prazos e temem uma demora ainda maior.

“O Wendel era um vascaíno fanático e realizou o seu sonho mesmo que por pouco tempo. Foi uma pena não ter continuação. Ninguém esquece quando um filho completa 15 anos. Faríamos uma festa se ele estivesse aqui hoje. Com certeza, seria um dia muito feliz para o meu filho. Acho que já era para o laudo estar pronto, mas até agora nada. Estamos incomodados, pois queremos saber o que aconteceu de verdade. Acho que o Wendel também ficaria feliz de saber no lugar que estiver. Só peço a Deus todos os dias para confortar o nosso coração”, afirmou Antônio Carlos, ao UOL Esporte.

Alvo do Ministério Público, que encontrou seis irregularidades nas categorias de base e entrará com dois processos nesta semana (veja quadro ao lado), o Vasco não será acionado judicialmente pela família de Wendel. Mesmo com a dor da perda do filho, o pai descartou a possibilidade, mas cobrou auxílio ao clube de São Januário.

“Minha intenção não é processar o clube, o Roberto Dinamite [presidente], nada disso. Queremos o laudo somente para aliviar tudo isso. Todo o pai quer saber o que aconteceu com o filho em qualquer circunstância. Acho que o próprio Vasco vai fazer alguma coisa por nós se for o caso. Esperamos isso, como eles disseram depois do ocorrido”, encerrou.

Após a fatalidade, um dos objetivos do Ministério Público é impedir que o CT de Itaguaí seja utilizado pelo Vasco. Se o clube for condenado em cima das denúncias, pode ter de pagar multa pelas irregularidades, além de ter alojamentos e centros de treinamento fechados. Em termos legais, o Cruzmaltino aguarda a oficialização dos processos para se pronunciar através do vice-jurídico Aníbal Rouxinol.

Morte de esportistas
Morte de esportistas

Placar UOL no iPhone