UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2012/04/17/medico-do-fla-elogia-postura-de-adriano-apos-cirurgia-nenhuma-dor-de-cabeca.htm
  • Médico do Fla elogia postura de Adriano após cirurgia: 'nenhuma dor de cabeça'
  • 23/10/2014
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Atacante Adriano recebeu elogios do médico que coordena o processo pós-operatório

Atacante Adriano recebeu elogios do médico que coordena o processo pós-operatório

17/04/2012 - 13h51

Médico do Fla elogia postura de Adriano após cirurgia: 'nenhuma dor de cabeça'

Pedro Ivo Almeida
Do UOL, no Rio de Janeiro*

O atacante Adriano surpreende a equipe médica que acompanha a sua recuperação após a nova cirurgia para a correção de uma lesão no tendão calcâneo do pé esquerdo. Em total repouso e sem excessos, ao contrário da época da primeira intervenção, o jogador foi elogiado por José Luiz Runco, médico do Flamengo que comandou o procedimento e coordena o processo pós-operatório.

Adriano
Adriano

"Adriano não tem dado nenhuma dor de cabeça para a nossa equipe médica. Ele tem se mostrado muito solícito, vem cumprindo todas as recomendações e prova que realmente quer voltar a jogar. Sabemos do histórico dele, mas ele não apresenta qualquer tipo de excesso e se porta como um paciente exemplar", revelou Runco.

Com uma tala de gesso removível na região operada e o curativo da cirurgia, Adriano não tem colocado o pé no chão e é examinado frequentemente pela equipe médica do Flamengo. Segundo José Luiz Runco, o jogador cumprirá o cronograma estabelecido inicialmente e iniciará a fisioterapia já na próxima semana.

"O observamos com frequência, trocamos o curativo normalmente e vamos conduzir o processo sem problemas. Ele está com uma tala removível, que será retirada durante os processos de fisioterapia. Iniciaremos isso em cinco dias", detalhou o médico.

O bom comportamento de Adriano pôde ser observado já nesta terça-feira. O jogador foi a uma churrascaria na Barra da Tijuca, zona oeste da cidade, e se cercou de cuidados. Apoiado por muletas, o atacante nem sequer encostou o pé no chão, conforme recomendação dos médicos.

Nas primeiras quatro semanas, com o curativo removível, Adriano fará sessões leves de fisioterapia. Em seguida, já sem qualquer tipo de proteção, o atacante iniciará a fase mais puxada do tratamento. A expectativa é que ele volte aos campos em aproximadamente cinco meses e assine um novo contrato com o Flamengo.

Em abril de 2011, uma semana após a primeira cirurgia no pé esquerdo, realizada pelo Corinthians, Adriano foi flagrado passeando em um shopping da Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. Com o pé imobilizado, o jogador andava com ajuda de muleta. Nas etapas seguintes da recuperação, o Imperador voltou a dar problemas e faltou a 67 sessões de fisioterapia. Demitido do Corinthians por justa causa, Adriano admitiu os erros na fase do pós-operatório.

*Atualizada às 16h48

Placar UOL no iPhone