UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2012/04/23/cartola-do-corinthians-rebate-declaracoes-de-adriano-nao-vivemos-em-epoca-de-escravidao.htm
  • Cartola do Corinthians rebate declarações de Adriano: "Não vivemos em época de escravidão"
  • 19/12/2014
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Adriano criticou Corinthians por confinamento, e dirigente rebateu declarações

Adriano criticou Corinthians por confinamento, e dirigente rebateu declarações

23/04/2012 - 22h32

Cartola do Corinthians rebate declarações de Adriano: "Não vivemos em época de escravidão"

Do UOL, em São Paulo

A relação entre Adriano e o Corinthians, de fato, não é das melhores após a rescisão do contrato do atacante. Neste período, o jogador passou por uma nova cirurgia no tendão do tornozelo esquerdo, e, neste domingo, deu uma entrevista no Fantástico, da TV Globo, em que revelou que se sentiu humilhado pelo clube alvinegro por ter que ficar confinado durante uma semana no Centro de Treinamento. A afirmação, porém, foi rebatida por Roberto de Andrade, diretor de futebol.

"Deve ser (orientação de advogado). Ele fala que o Corinthians o humilhou quando o deixou concentrado para fazer um tratamento um pouco mais puxado. Mas não vamos esquecer que ele pediu isso. Nós não estamos vivendo em época de escravidão, em que você tranca alguém, amarra no tronco e fica lá. Isso não existe, ele ficou porque quis. Até porque não tinha obrigação nenhuma de fazer isso. Fez porque foi solicitado a ele, porque os profissionais enxergavam uma melhora fazendo isso e aconteceu essa melhora", afirmou o dirigente, em entrevista a Rádio Bandeirantes.

No último sábado, o Blog do Perrone revelou que o Imperador irá entrar na Justiça contra o Corinthians para contestar o pagamento de seus salários, o período confinado e a rescisão contratual por justa causa. O clube alega falta de comprometimento do atacante durante o período de recuperação - especula-se que ele tenha faltado a 67 sessões de fisioterapia quando passou pela primeira cirurgia  no local. Na entrevista à Globo, Adriano admitiu que falhou e faltou, mas "sempre avisando ao clube". 

"Eu acho que ele poderia se queixar de qualquer outra coisa, até porque, como eu venho falando, se o Corinthians errou com o Adriano foi fazer demais a ele, foi ajudá-lo demais, isso sim. E o Corinthians tem certeza de que nós fizemos para o Adriano o melhor que nós poderíamos ter feito", completou Roberto de Andrade.

Adriano
Adriano

DIRETOR APOIA JULIO CÉSAR APÓS FALHAS NO PAULISTÃO

Na entrevista à Rádio Bandeirantes, Roberto de Andrade foi questionado sobre o momento do goleiro Júio César, que falhou em dois dos três gols da Ponte Preta, no último domingo, que culminou na eliminação do Corinthians do Campeonato Paulista. O dirigente, apesar dos erros de seu atleta, demonstrou apoio ao goleiro e disse que o grupo está empenhado em ajudá-lo a recuperar a confiança.

"A gente está dando todo apoio, como demos ontem no vestiário com ele. Não é porque o Julio teve um jogo ruim, abaixo do normal, que a gente vai crucificá-lo Agora, o emocional dele ficou abalado, isso era nítido de ver após o jogo. Ele estava muito para baixo e agora acho que mais uns dias a gente consegue recuperá-lo para o próximo jogo. Vamos ver o que o Tite vai fazer. Todo mundo está empenhado em ajudá-lo", afirmou Andrade.

Placar UOL no iPhone