UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2012/06/05/aloisio-chulapa-revela-magoa-com-fernandao-e-entrega-apelido-de-richarlyson-corpinho.htm
  • Aloísio Chulapa revela mágoa com Fernandão e entrega apelido de Richarlyson: "corpinho"
  • 23/10/2014
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Aloísio Chulapa conquistou muitos títulos durante a sua passagem pelo São Paulo

Aloísio Chulapa conquistou muitos títulos durante a sua passagem pelo São Paulo

05/06/2012 - 05h59

Aloísio Chulapa revela mágoa com Fernandão e entrega apelido de Richarlyson: "corpinho"

Renan Prates
Do UOL, em São Paulo

Conhecido pelos "causos" engraçados fora de campo, o atacante Aloísio Chulapa está perto de se aposentar – fará isso em dezembro. Em entrevista ao UOL Esporte, ele contou várias histórias da sua carreira, admitiu ter mágoa de Fernandão (atual dirigente do Inter) e entregou o apelido do hoje atleticano Richarlyson nos tempos em que ambos atuavam no São Paulo: corpinho.

'APAIXONADO' POR UMA CERVEJINHA

  • Aloisio revelou algo que muitos jogadores fazem, mas poucos deles admitem com tanta veemência: a paixão pela cerveja, algo que ele chama de uma maneira inusitada. “Sou apaixonado por cerveja. Faz bem quando você não vai treinar. Agora encher a cara para treinar de manhã não tem condição. Se tem jogo domingo, não dá para tomar na sexta. Mas quando acabar o jogo no sábado a gente pode beber um danonezinho [risos]”.

“Às vezes ligo para ele [Richarlyson] para saber como está. Ligo, chamo até de corpinho. Falo: parabéns, jogou muito. Como amizade mesmo, ele é um irmão. No São Paulo a gente brincava: vai corpinho!”, revelou Aloísio.

Aloísio não respondeu se a brincadeira era por causa da forma física do volante atleticano, alegando que todos no São Paulo tinham apelido, e Richarlyson não fugiu à regra. “O Souza [hoje no Cruzeiro] botava apelido em todo mundo. Meu apelido era Maguila [ex-boxeador], por causa da fala”, justificou.

Ao falar de alegrias e tristezas no futebol, Aloisio admitiu que ficou magoado com um companheiro de equipe na época de Goiás (1997 e 1998). “Fiquei muito triste com um jogador que era melhor amigo nosso, meu e do Alex Dias [atacante já aposentado]. De repente, subiu a cabeça o dinheiro. Ele parou de falar com o Alex, senti mais por ele do que por mim, por ele não tinha nada no Goiás. O Alex emprestou 100 mil e poucos reais, pois ele não tinha nem onde morar. Hoje não dá nem uma ligação para agradecer”, explicou Aloisio, que não disse o nome, do ex-jogador, mas deu dicas.

“Hoje ele não está jogando, está fazendo alguma coisa lá no Internacional, faz parte da diretoria lá. Foi uma covardia, muito triste mesmo. Quando estou bebendo com o Alex Dias, ele chora, pois era como se fosse um irmão mesmo”, explicou.

Atacante Aloisio
Atacante Aloisio

Aloísio deixou claro que se trata do diretor-executivo do Inter, Fernandão, ao relembrar que atuaram na mesma época nos Emirados Árabes. "Eu encontrei com ele quando ele estava no Al-Gharafa [Aloísio atuava no Al-Rayyan na mesma época]. Não vou dizer quem é, mas com essas dicas está fácil você descobrir".

ALOÍSIO, O REI DOS 'CAUSOS'

  • Aloisio Chulapa ficou conhecido por protagonizar histórias engraçadas nos clubes que atuou na sua carreira. Ele relembrou um momento que passou com o seu companheiro Alex Dias na França, quando ambos defendiam o Saint–Ettiene. “Quando chegamos na França, o tradutor não tinha chegado ainda. Eu, o Alex e nossos familiares fomos ao restaurante e vimos todo mundo pedindo comida. A gente chamou o garçom assoviando, aí explicaram que na França é assim que se chama um cachorro. Os pratos passaram, vimos arroz, feijão e nada de atenderem a gente. Aí o irmão do Alex chega e grita: noís [sic] quer frango cócócó [imita o som de uma galinha]. O garçom entendeu e trouxe [risos]”.

Outro episódio que deixou Aloísio magoado teve como personagem um treinador, na época em que jogava no Goiás. Chulapa – apelido que ganhou pela semelhança com o centroavante Serginho, que passou com destaque por Santos, São Paulo e seleção brasileira – revelou que foi humilhado pelo técnico -desta vez, ele não quis citar o nome nem dar detalhes de quem se tratava.

“Ele chegou a treinar o Goiás e perguntou para mim e para o Alex [Dias] o que eu tinha, se tinha apartamento, carro. Respondi: não tenho nada não, mas um dia vou conseguir. Ele rebateu: tenho fábrica de ônibus, vida ganha e se você não jogar bem, vai embora para cortar cana de novo. Eu não abaixei a cabeça, graças a Deus estou aí e vou parar com a família tendo pãozinho com leite”.

A aposentadoria citada por Aloísio já está definida: ele irá deixar os gramados em dezembro, com 37. A missão também está estipulada – Chulapa quer deixar o CRB, time onde foi revelado e escolheu para terminar a carreira, na Série B do Brasileirão. “Tem que manter. Esse é o meu desejo, para parar por cima”. Atualmente, ele se recupera de lesão e deve voltar aos gramados em um mês.

Aloísio se recorda com muita alegria de sua passagem pelo São Paulo, lugar onde foi campeão mundial (2005) e tricampeão brasileiro (2006 a 2008). Chulapa revelou manter contato com vários atletas daquela época, como Rogério Ceni, Lugano, Jorge Wagner e Alex Silva.

Acho que vou fazer um livro para contar a minha história

Aloísio, o folclórico

O atacante do CRB disse estar por dentro de tudo que acontece no seu clube de coração e acompanhar as partidas do São Paulo. Prova disso é que ele se sentiu a vontade para criticar o episódio recente de afastamento do zagueiro Paulo Miranda do time.

“Achei muito errado. Gosto muito do presidente, da diretoria, mas achei uma coisa que não foi correta, pois abala o jogador. Na concentração é tudo irmão. Ninguém gostaria se qualquer jogador sofresse aquilo numa concentração”.

RELEMBRE A MÚSICA EM HOMENAGEM A ALOÍSIO CHULAPA

Placar UOL no iPhone