UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2012/06/14/valdivia-diz-que-bandido-celebrou-sequestro-e-que-chance-de-vinganca-atrapalha-volta-da-mulher.htm
  • Valdivia diz que bandido celebrou sequestro e que chance de vingança atrapalha volta da mulher
  • 18/12/2014
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Valdivia concede entrevista após sequestro no Palmeiras

Valdivia concede entrevista após sequestro no Palmeiras

14/06/2012 - 13h35

Valdivia diz que bandido celebrou sequestro e que chance de vingança atrapalha volta da mulher

Danilo Lavieri
Do UOL, em São Paulo

Entre todas as incertezas que cerca a sua cabeça, Valdivia pensa em conseguir uma difícil missão: trazer sua mulher de volta ao Brasil. Atualmente no Chile, Daniela Aranguiz já deixou bem claro que não pretende retornar a São Paulo. O jogador do Palmeiras, no entanto, afirmou que sabe das obrigações contratuais que tem com o clube e que, para se recuperar da melhor maneira, ter a sua mulher seria importantíssimo.

O jogador, no entanto, reconhece que será muito difícil ter êxito na sua tentativa, especialmente após a tentativa de Rogério dos Santos, o sequestrador, passar as mãos nos seios da mulher. Ele ainda relatou o receio de vingança por parte de amigos do bandido, que até comemorou com os amigos o fato de sequestrar um jogador de futebol.

"(Minha mulher) pediu, sim para eu ficar no Chile. Está tudo muito recente. Ainda está tudo muito recente. Está muito quente, porque foi ontem que eu reconheci. Mas eu estou melhor, sim, já estou conseguindo dormir e aguentar o choro. Ela pediu para eu ficar, mas entendeu que eu tenho contrato e que eu preciso voltar para fazer o boletim de ocorrência", disse o jogador. "Vou tentar convencer ela a voltar, mas está difícil".

"Quando prenderam, o delegado me contou que ele era foragido, que já tinha trocado tiro com a polícia", disse. "Não sei se isso vai acontecer, se ele vai fazer isso, mas minha mulher não sabe se vai ter vingança, se algum amigo dele aqui fora vai querer nos encontrar. Por isso ela pensa muito antes de voltar e ela pensa na segurança dos meus filhos", completou. "O pior foi o cara ligar para os amigos, depois de saber que eu era jogador de futebol, para comemorar. Ele comemorou que estava sequestrando o Valdivia".

A ideia do camisa 10 é voltar a treinar normalmente na Academia de Futebol para tentar esquecer os problemas que cercam sua cabeça. Segundo ele, ficar em casa não está ajudando em nada. César Sampaio, gerente de futebol do clube, tinha dado o prazo de sexta-feira para que tudo se resolva. Isso dificilmente vai acontecer. O jogador, no entanto, prometeu não alongar muito o assunto.

"Não vai virar novela porque o Palmeiras merece respeito, o treinador e os dirigentes merecem respeito. Eu quero pensar, mas não sei em quanto tempo eu vou me recuperar. Mas eu não quero deixar as pessoas do clube pensando uma coisa que não vai acontecer. Por isso, quero me decidir em breve, em dez, vinte dias", finalizou.

Placar UOL no iPhone