UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2013/03/28/flamengo-comeca-a-renegociar-dividas-de-direito-de-imagem-com-jogadores.htm
  • Flamengo começa a renegociar dívidas de direito de imagem com jogadores
  • 25/10/2014
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Direitos de imagem atrasados de Ibson chegam próximos de R$ 800 mil

Direitos de imagem atrasados de Ibson chegam próximos de R$ 800 mil

28/03/2013 - 16h33

Flamengo começa a renegociar dívidas de direito de imagem com jogadores

Do UOL, no Rio de Janeiro

A promessa de reestruturação financeira da nova diretoria do Flamengo, que teria motivado a saída do técnico Dorival Júnior, segue em andamento na Gávea. Após conseguir o certificado negativo de débito com a Fazenda, o clube iniciou negociações com empresários de jogadores do elenco para quitar dívidas com direitos de imagem. Em alguns casos, os atrasos já atingem cinco meses. A ideia é que o valor seja parcelado e pago junto dos vencimentos mensais.

"Estamos acertando [os débitos], tínhamos dívidas com o Felipe, Ibson, Cléber Santana, Renato Santos, tudo sendo negociado, parcelado. Com o Cáceres também. Jogadores que não recebiam há quatro ou cinco meses seus direitos de imagem, e agora estão recebendo. Não adianta contratar um jogador com esses débitos todos, como vou olhar para os que aqui estão no vestiário depois? Tem que pagar quem está em casa, e isso que estamos fazendo, renegociando", disse o diretor de futebol Paulo Pelaipe à rádio Bradesco Esportes FM.

Meio-campo Ibson
Meio-campo Ibson
#uolbr_tagAlbumEmbed('tagalbum','54886', '')

A maior parte dos débitos vem da gestão anterior, de Patrícia Amorim. No caso de Ibson, por exemplo, o montante já chega perto de R$ 800 mil. A ideia da diretoria é começar a quitar parte dos valores no final deste mês. A situação delicada das finanças do clube também foi usada como explicação de Pelaipe para os reforços e a troca no comando técnico.

"Trouxemos jogadores que poderíamos trazer, caso do Elias, do Carlos Eduardo. Sem custo, emprestados pelo salário. Tivemos que reduzir gastos e a própria saída do Dorival foi por esse motivo, [o salário] estava num patamar muito acima do que a direção planejava. Sabemos que o torcedor quer reforços, contratações, mas a gente não pode ser irresponsável", declarou o dirigente rubro-negro.

Após a virada por 2 a 1 sobre o Bangu na noite da última quarta-feira, o Flamengo subiu para a quarta posição do grupo B, com quatro pontos. O time rubro-negro volta a campo no próximo domingo, às 16h, no estádio de Moça Bonita, contra o Audax.

FLAMENGO SAI ATRÁS NO PLACAR, MAS VIRA SOBRE O BANGU

Placar UOL no iPhone