Paraguaio Cabañas diz que foi ao paraíso quando levou tiro na cabeça

Das agências internacionais
Em Buenos Aires

  • AP Photo/Nelson Antoine

    O paraguaio Salvador Cabañas levou um tiro na cabeça em 2010, mas sobreviveu

    O paraguaio Salvador Cabañas levou um tiro na cabeça em 2010, mas sobreviveu

Veja Também

O paraguaio Salvador Cabañas comentou, nesta sexta-feira, sobre o  ataque que sofreu em 2010 em uma casa noturna no México e revelou ter falado com Deus após levar um tiro na cabeça. Cabañas garante que, após ser baleado, foi "diretamente ao paraíso" e Deus lhe disse que não era a sua hora e que ele ainda viveria muito.

"Lembro-me muito bem o que aconteceu naquela noite. Foram determinados a me matar. Para mim, o ataque ocorreu para que eu não pudesse jogar a Copa do Mundo da África do Sul", contou Cabañas em entrevista ao canal argentino TyC.

Na época jogador do América-MEX, ele lembrou do ataque, que ocorreu no banheiro da balada onde estava com sua namorada.
"O cara que estava ao meu lado virou-se e começou a me insultar. Ele me disse: 'Hoje é o seu último dia. Vou te matar porque está roubando todo o dinheiro dos mexicanos com o dinheiro que cobra'. Depois, ele tirou a arma e atirou", narrou o atacante.

"Quando atiraram em mim, fui direto para o paraíso e falei com Deus. Ele tocou a minha testa onde eu havia sido atingido e disse: 'Filho, ainda falta muito para você vir para cá. Vá desfrutar a vida e dê ajuda aos que precisam", revelou.

Salvador Cabañas sobreviveu após levar um tiro na cabeça em 25 de janeiro de 2010 em uma casa noturna na Cidade do México. O atleta é um dos melhores atacantes da América do Sul e soma dois títulos de artilheiro da Libertadores, em 2007 e 2008, e um no campeonato mexicano, em 2006.

Salvador Cabañas, atacante paraguaio
Salvador Cabañas, atacante paraguaio

Notícias relacionadas



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos