Pato já trouxe dor de cabeça ao SP; Jadson fez besteira contra Corinthians

Guilherme Palenzuela e Gustavo Franceschini
Do UOL, em São Paulo

Alexandre Pato
Alexandre Pato

Veja Também

Alexandre Pato e Jadson estão próximos de trocar suas casas atuais por rivais diretos. Quando chegarem aos novos clubes, porém, devem se sentir como velhos conhecidos. Reforços de peso de Corinthians e São Paulo em um passado recente, a dupla tem histórico no clássico, com vantagem para o ex-jogador do Milan.

Contratado pelo clube do Parque São Jorge em 2013, Pato enfrentou o São Paulo em quatro oportunidade, e se destacou nas duas primeiras. Jadson encarou o Corinthians mais vezes, mas sua principal lembrança no clássico é ruim, justamente em sua estreia em clássicos.

Pato chamou a atenção no Paulista do ano passado. Em seu primeiro jogo contra o São Paulo, o atacante marcou o gol da vitória do Corinthians, ao cobrar um pênalti que ele mesmo sofreu em um lance desajeitado com Rogério Ceni. Na comemoração, fez um gesto de silêncio à torcida rival, em pleno Morumbi, depois de ter sido chamado de "assassino", em uma referência ao caso Oruro.

Semanas depois, os dois times se cruzaram na semifinal. Pato bateu o último pênalti, que Rogério Ceni defendeu com uma "adiantada". Na segunda batida, ele fez e provocou o goleiro são-paulino, agora seu futuro companheiro de clube.

Mais adiante, ele passaria em branco nos confrontos da Recopa e perderia um gol feito no duelo do primeiro turno do Brasileiro, o que não apagou a primeira impressão deixada.

Jádson, ao contrário começou com o pé errado. No primeiro encontro contra rivais pelo São Paulo, o meia teve a chance de empatar um jogo que estava 1 a 0 para o Corinthians. O pênalti batido no clássico em 2012, porém, passou por cima do travessão, e deixou o camisa 10 tricolor como vilão.

A redenção veio no Brasileiro daquele mesmo ano. No melhor ano da história do Corinthians, o São Paulo venceu os dois encontros no Nacional. Se Luis Fabiano foi o maior destaque, Jadson também cumpriu seu papel. Em 2013, no jogo em que Pato "calou" a torcida tricolor, o meia também foi coadjuvante, marcando o gol de sua equipe na derrota por 2 a 1.

Curiosamente, a partir de agora eles não devem se enfrentar mais. Uma das exigências do Corinthians para fechar negócio foi que Pato não pudesse entrar em campo no clássico, no que foi atendido pelo São Paulo. Jadson, por sua vez, está liberado, já que vai com contrato definitivo para o clube do Parque São Jorge. 
 

Notícias relacionadas



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos