Após Muller, ex-técnico do Bayern detona Guardiola por panelinha espanhola

Do UOL, em São Paulo

  • Christopher Lee/Getty Images

    Ottmar Hitzfeld treinou a seleção suíça na Copa do Mundo 2014

    Ottmar Hitzfeld treinou a seleção suíça na Copa do Mundo 2014

A tendência de o Bayern de Munique em contar com muitos espanhóis tem desagradado algumas pessoas ligadas ao time alemão. Depois do atacante Thomas Muller, foi a vez do ex-treinador Ottmar Hitzfeld fazer críticas às contratações feitas após a chegada de Pep Guardiola.

"O Bayern deve ter cuidado e garantir que o alemão continue sendo a a primeira língua, e não o espanhol. Essa parece ser a nova marca do clube. No passado o Bayern contratava os melhores jogadores alemães", disse Hitzfeld, que conquistou cinco edições do Campeonato Alemão, além da Liga dos Campeões na temporada 2000-01.

Quatro jogadores espanhóis acertaram com o Bayern na era Guardiola, que começou há dois anos: Xabi Alonso, Thiago Alcantara, Juan Bernat e Javi Martinez. Nesta temporada, o clube alemão contratou o chileno Vidal e o brasileiro Douglas Costa. 

Nesta quinta-feira, Thomas Muller criticou a diretoria do Bayern de Munique por contratar atletas estrangeiros. Segundo o atacante alemão, o fato pode inibir a evolução de jovens locais. "É importante para o clube, para sua identidade e para os fãs que o clube tenha um núcleo alemão, com jogadores de casa", enfatizou Muller ao site goal.com.
 
O "núcleo alemão" do Bayern, composto pelo goleiro Manuel Neuer, o lateral Lahm, além do próprio Muller, perdeu um dos seus pilares na janela de transferências: o meia Schweinsteiger, que acertou com o Manchester United.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos