Atlético-MG perde em tarde de avaliações e se complica na Primeira Liga

Do UOL, em Belo Horizonte

Como uma equipe recheada de reservas, o Atlético-MG perdeu para o Figueirense por 2 a 1, em jogo de testes do técnico Diego Aguirre, e se complicou no grupo C da Primeira Liga.

O Galo agora soma duas derrotas em dois jogos, e precisará de combinação de resultados para se classificar à semifinal do torneio na condição de melhor segundo colocado. A próxima partida da equipe será contra o América-MG, em 2 de março.

O Figueirense somou os seus primeiros três pontos no regional e tem mais chances de classificação. O Atlético-MG amarga a lanterna da chave, e o Figueira é penúltimo. 

A rodada no grupo C ainda será completa com duelo entre América-MG e Flamengo, que têm três pontos cada. 

Sobre as avaliações de Aguirre, pelos menos dois jogadores se destacaram apesar da derrota. A dupla de volantes, formada por Eduardo e Lucas Cândido foi o ponto alto do time mineiro. Aliás, foi de Eduardo o gol atleticano e a grande chance da virada, numa bola chutada no travessão. O ponto negativo ficou com as fracas exibições de Edcalos e Mansur.

O jogo: O primeiro tempo começou com o Figueirense em cima. A equipe da casa se impôs nos primeiros minutos a antes dos 15 já vencia por 1 a 0, com gol de Dudu, apôs pênalti polêmico marcado pelo árbitro Leandro Pedro Vuanden. E antes do gol, que saiu aos 13, o goleiro Victor já havia boa defesa em cabeçada de Guilherme Queiroz, aos 9.

A partir de então, mesmo com uma equipe basicamente formada por jogadores reservas, o Atlético passou a tocar mais a bola. O jogo era mais disputado no campo defendido pelo time catarinense, embora o goleiro Gatito Fenández continuasse sem fazer uma boa defesa sequer. Aos 27 o Atlético conseguiu marcar, mas Hyuri estava em impedimento, bem assinalado. Mas dez minutos depois veio o empate, com Eduardo. O volante marcou o primeiro dele como profissional, de cabeça, após cruzamento de Dátolo.

Ainda na etapa inicial o Atlético esteve perto da virada, mas o bom chute de Patric passou perto da trave. E assim começou o segundo tempo. Já com Dodô no lugar de Pablo, mas com o time mineiro no ataque e com Eduardo acertando ao travessão, logo aos três minutos. Mas quem marcou foi o Figueirense. Guilherme Queiroz aproveitou uma bobeada de Edcarlos e apenas rolou para Gabriel Esteves concluir a jogada com gol.

E assim como no primeiro tempo, atrás no marcador, o Atlético passou a jogar no campo de ataque. Mais uma vez com muita posse de bola e poucas finalizações. Tanto que as melhores oportunidades nem sequer foram no rumo do gol, como na tentativa de Luan aos 19 minutos. Aos 40, a única boa defesa de Gatito Fernández em toda a partida. Após boa troca de passes do time atleticano, Hyuri concluiu para boa defesa do camisa 1 do Figueirense.

FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE 2 X 1 ATLÉTICO-MG

Data: 07/02/2015 (domingo)
Horário: 17h (de Brasília)
Motivo: 2ª rodada da Primeira Liga
Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Júlio Santos (RS) e José Silveira (RS)
Cartões amarelos: Dudu (FIG) Jesiel e Carlos César (CAM)
Gols: Dudu aos 13 min, Eduardo aos 37 min do primeiro tempo; Gabriel Esteves aos 9 min do segundo tempo

FIGUEIRENSE
Gatito Fernández; Henrique, Nirley, Bruno Alves e Rodrigo Biro (Henrique Trevisan, aos 29 do º); Dener (Jaime, aos 16 do 2º), Luan (Gabriel Esteves, no intervalo), Jefferson e Bruno Dybal; Guilherme Queiroz e Dudu.
Treinador: Hudson Coutinho

ATLÉTICO-MG
Victor, Patric, Edcarlos, Jesiel e Mansur (Carlos César, aos 29 do 2º); Lucas Cândido, Eduardo, Dátolo (Henrique, aos 27 do 2º), Luan e Hyuri; Pablo (Dodô, no intervalo).
Treinador: Diego Aguire

 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos