City inflaciona Jesus e neutraliza prioridades de Barça, Real e Bayern

José Edgar de Matos e Ricardo Perrone

Do UOL, em São Paulo

  • Fabiano Mesquita/Frame Photo/Estadão Conteúdo

    Manchester City encaminhou a contratação de Gabriel Jesus para o ano que vem

    Manchester City encaminhou a contratação de Gabriel Jesus para o ano que vem

A princípio, o destino de Gabriel Jesus em 2017 se direciona para Manchester, Inglaterra. A jovem revelação do Palmeiras, alvo de uma intensa disputa de gigantes do futebol europeu, deve escolher O City para iniciar a carreira no Velho Continente a partir do ano que vem. A presença de Guardiola e a vantajosa proposta de 32 milhões de euros (R$ 114 mi) seduziram não só o atleta, mas quem o representa da mesma forma.

Terceira via na negociação até alguns dias atrás, o Manchester City usou o poderio financeiro para conquistar a dianteira e encaminhar o negócio, conforme adiantou na manhã da última quinta o Blog do Perrone. Depois de boatos, consultas e conversas, o clube inglês apresentou na mesa a oferta de mais de R$ 100 milhões e um projeto sedutor a Gabriel Jesus, inclusive em questões financeiras.

As partes envolvidas na negociação com o Manchester City receberiam uma quantidade superior ao esperado. Desta forma, segundo apurou o UOL Esporte, dificilmente uma oferta de 24 mi de euros de Barça, Real e Bayern avançaria. Neste caso, o lado financeiro pesa para todos os lados, fato que aproximou tanto a revelação de 19 anos de defender a equipe comandada por Pep Guardiola.

A questão financeira neutraliza a cláusula de desconto para cinco gigantes do futebol europeu. Se a proposta do City não alcança a multa rescisória de 40 milhões de euros, ela mina os interessados Barcelona, Real Madrid e Bayern de Munique, que necessitariam de apenas 24 mi de euros para levarem Gabriel Jesus - PSG e Manchester United também possuíam este benefício. Os valores agradam tanto ao Palmeiras quanto ao Jesus.

Para voltarem ao páreo, Barcelona, Real Madrid e Bayern serão forçados a oferecem mais do que planejavam a Gabriel Jesus, agora conquistado pelo projeto apresentado pelo Manchester City.

Fora a mudança de patamar financeiro e esportivo de Gabriel Jesus, que trabalhará com Josep Guardiola no ano que vem - assim que concluída a negociação, obviamente -, o Palmeiras também receberá uma fatia maior pela transferência, muito acima dos 30% dos direitos previamente escritos no contrato do atacante.

O clube alviverde espera receber um valor aproximado de 20 milhões de euros com a venda para o Manchester City - ou 62,5% do bolo total oferecido pelos ingleses. O alta proposta do City, que ultrapassa a casa dos 30 mi, renderá uma fatia que agrada todas as partes: jogador, agentes e clube.

Com a oferta na mesa, a tendência neste momento é o avanço das negociações, com final feliz para Guardiola, ingleses, Jesus e companhia. A expectativa, de acordo com os rumos atuais da discussão, é colocar no papel o acordo já nos próximos dias.

Os direitos de Gabriel Jesus estão divididos entre Cristiano Simões e Gabriel Jesus (47,5%), Fábio Caran (22,5%) e Palmeiras (30%). O contrato do atacante, que no momento se encontra com a seleção brasileira para a disputa dos Jogos Olímpicos, vale até dezembro de 2019.

UOL Cursos Online

Todos os cursos