Primeira Liga vai incluir novo gaúcho e quer fechar TV por três anos

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

  • MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC

    Fluminense foi o campeão da Primeira Liga de 2016

    Fluminense foi o campeão da Primeira Liga de 2016

A Primeira Liga de 2017 terá a inclusão de um terceiro gaúcho. A diretoria da competição não confirma, mas o novo time deve ficar entre Juventude e Caxias, dependendo dos critérios que serão definidos nas próximas reuniões. O escolhido se juntará a Internacional e Grêmio como representantes do Rio Grande do Sul na competição que começará no dia 22 de janeiro, antes mesmo dos Estaduais.

A confirmação do novo time gaúcho foi dada pelo CEO da competição, José Sabino, em entrevista ao UOL Esporte. Ele não quis cravar quem briga pela vaga. A tabela já está encaminhada, mas só será divulgada após o fim do Brasileirão. A demora se faz necessária para esperar se algum participante participará da Copa Libertadores. Ao menos o formato, já está definido.

Serão quatro chaves de quatro times, totalizando 16 agremiações: América-MG, Atlético-MG, Cruzeiro, Atlético-PR, Coritiba, Paraná, Chapecoense, Criciúma, Avaí, Figueirense, Joinville, Fluminense, Flamengo, Internacional e Grêmio, além do terceiro gaúcho. Fechados com a federação do Rio de Janeiro, Vasco e Botafogo seguem fora.

Os integrantes do A jogam com o do B, e os times que estiverem no C enfrentam os sorteados para o grupo D. Os dois melhores de cada chave se classificam para as quartas de final, que serão disputadas em jogo único, assim com semifinal e final.

"Ficaremos em sete datas e vamos começar no dia 22 de janeiro. Temos algumas folgas na tabela para evitar sufoco com os times que vão disputar a Libertadores. Também por isso vamos começar antes dos Estaduais", explicou Sabino.

"Eu acho que temos boas chances de se consolidar como um torneio de importante valor no primeiro quadrimestre, especialmente com estaduais cada vez mais inchados e com jogos que não são interessantes", completou.

Além de contar com 16 clubes em 2017, a Liga anunciou a inclusão de seis times que só jogarão em 2018, mas farão parte das discussões desde já: Atlético Goianiense, Ceará, Tupi, Luverdense, Londrina e Brasil de Pelotas.

Contrato de TV pode ser de três anos

O objetivo da Primeira Liga é fechar um contrato de direito de transmissão para três anos. O passo faz parte da ideia de consolidar um campeonato cada vez mais forte e com garantias para o futuro.

Por isso, a expectativa dos clubes é de aumentar a receita com essa propriedade em até quatro vezes. Depois disso, os dirigentes irão ao mercado para negociar outros itens de marketing, como naming rights e placas publicitárias, por exemplo.

A Globosat, com o Sportv, é uma das favoritas para assumir o negócio, mas ainda há a expectativa de interesse do Esporte Interativo. Sabino prefere não comentar nomes.

"Claro que a Globo é um concorrente natural por ter feito parceria com a gente na competição deste ano, mas estamos estudando outros players, outras propostas. A ideia é fazer um contrato de três anos e mostrar que a Liga veio para ficar", completou.

Ele ainda disse que a CBF não colocou obstáculos na organização deste ano. "Eles delegaram as funções para as federações estaduais e entendem que a gente tem o direito de fazer isso como clube. Agora, tem federações que você tem relações produtivas e outras nem tanto".

UOL Cursos Online

Todos os cursos