! Estréia de Adriano no Santos dura só 18 minutos - 11/11/2006 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  11/11/2006 - 20h35
Estréia de Adriano no Santos dura só 18 minutos

Da Redação
Em São Paulo

O volante Adriano certamente não vai guardar boas lembranças de seu primeiro jogo como profissional. O meio-campista fez sua primeira partida na equipe principal do Santos neste sábado, na vitória por 1 a 0 sobre o Paraná, e ficou em campo por apenas 18 minutos.

Adriano entrou aos 19min do segundo tempo, no lugar do meia Rodrigo Tabata (que havia feito o gol da vitória do Santos). Aos 32min, o volante cometeu falta dura e recebeu um cartão amarelo. Cinco minutos depois, chegou atrasado, recebeu sua segunda advertência e foi expulso de campo pelo árbitro Carlos Eugênio Simon.

"Adriano é jovem e entrou jogando bem, marcando e ocupando espaços. Ele pecou pela ansiedade e por querer rachar todas as bolas. Quis mostrar vontade e isso acabou sendo prejudicial. Não dá para execrar um jogador desse, ainda mais porque ele mostrou qualidade e mostrou que tem condições de defender o Santos", analisou o treinador Vanderlei Luxemburgo.

Outro jogador que teve sua participação abreviada neste sábado foi o atacante Wellington Paulista, que foi substituído pelo zagueiro Manzur depois da expulsão de Adriano. "Foi uma decisão tática porque o Paraná estava atacando muito e a gente precisava se fechar. Mas eu também saí sentindo muitas dores", contou o camisa 7.

Em contrapartida, o jogo contra o Paraná Clube foi importante para outros dois jogadores do Santos. Rodrigo Tabata, autor do gol e artilheiro da equipe alvinegra no Campeonato Brasileiro, confirmou sua condição de atleta do clube paulista que mais vezes atuou na competição nacional. Além disso, o meia Fabinho entrou no lugar de Ávalos ainda na etapa inicial e foi um dos destaques da equipe da casa.

"O Fabinho é um menino [tem 23 anos] e está com a gente há pouco tempo [chegou ao Santos no dia 9 de agosto, oriundo do Atlético-GO]. Mas tem muita qualidade e muita velocidade, e isso nós temos que ressaltar. Ele é mais um dos jogadores importantes que nós ganhamos nas últimas rodadas", disse o técnico Vanderlei Luxemburgo.

Humilde, Fabinho mostrou em seu discurso que ainda está tentando se firmar no clube do litoral de São Paulo: "Eu venho treinando bastante e procurando aprimorar meu condicionamento físico. Acho que esse empenho é fundamental para eu mostrar que tenho condição de vestir a camisa do Santos e ajudar esse elenco".

Enquanto Fabinho ainda tenta se tornar conhecido, o sonho do meia Rodrigo Tabata é ganhar definitivamente uma vaga entre os titulares. "Eu estou trabalhando para isso. Venho correndo muito e procuro dar a minha participação para mostrar que eu posso ser útil", salientou.

Tabata admitiu, porém, que o perfil do elenco do Santos dificulta a sua manutenção no time titular: "A filosofia do professor Vanderlei [Luxemburgo] é assim. Ele monta a equipe a cada partida, de acordo com as características do adversário, e eu vou trabalhar para sempre estar entre esses escolhidos".

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, quando o Santos enfrentará o Cruzeiro, Luxemburgo terá duas opções para mudar a escalação da equipe alvinegra. O meia Zé Roberto e o volante André Luiz, que cumpriram suspensão neste sábado por terem recebido o terceiro cartão amarelo na rodada passada, estarão à disposição do treinador.

Campeonato Brasileiro
Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias