! Portugal impõe a Dunga sua primeira derrota à frente da seleção - 06/02/2007 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  06/02/2007 - 19h56
Portugal impõe a Dunga sua primeira derrota à frente da seleção

João Henrique Medice
Enviado especial do UOL
Em Londres (Inglaterra)

Portugal decretou a primeira derrota da era Dunga na seleção brasileira. Nesta terça-feira, o time comandado por Luiz Felipe Scolari venceu por 2 a 0, no estádio Emirates, em Londres, Inglaterra, no primeiro compromisso das duas equipes em 2007. O resultado pode até alterar a formação do time-base do Brasil para a temporada.

IMAGENS DA PARTIDA
EFE
Scolari enfrentou o Brasil pela segunda vez
Reuters
Cristiano Ronaldo deu trabalho a Edmílson
EFE
Simão comemora ao abrir o marcador
EFE
Ricardo Carvalho sorri ao ampliar o placar
EFE
Portugal comemora a vitória sobre o Brasil
EFE
Dunga, com camisa estampada, perdeu a sua primeira partida no comando da equipe
ESPECIALISTAS E O VISUAL DE DUNGA
O QUE ACHOU DO VISUAL DE DUNGA?
COMENTE A DERROTA DO BRASIL
ENVIADO DO UOL: DUNGA SE ABATE
VEJA AS FOTOS DO JOGO
SCOLARI NÃO TEME RÓTULO
DUNGA PEDE MAIS ORGANIZAÇÃO
DUNGA ASSUME CULPA PELO REVÉS
JOGADORES: DERROTA COMO LIÇÃO
ADRIANO COMEMORA VOLTA
A preocupação dos dois treinadores não estava no resultado da partida. Dunga, que não havia perdido no comando da equipe (somava cinco vitórias e um empate), chegou a dizer que o foco é a preparação para a Copa América e o início das eliminatórias sul-americanas. Luiz Felipe Scolari, por sua vez, citou os compromissos diante de Bélgica e Sérvia [março], que podem aproximar os lusos da Eurocopa 2008.

A derrota, no entanto, pode mudar o pensamento do técnico brasileiro. Ele já afirmou que 70% da base para as competições deste ano está definida, mas, dependendo da motivação dos jogadores, o número pode cair para 50%. Não que o confronto com os portugueses seja definitivo, mas pode ajudar na formação do time nacional para as partidas nos torneios oficiais.

Antes da Copa América, o Brasil deve entrar em campo em três oportunidades, dias 24 e 28 de março, e 6 de junho, em datas-Fifa, ainda sem rivais confirmados. Depois, joga o torneio continental, de 26 de junho a 15 de julho. Outro amistoso deve acontecer em 22 de agosto. Em 9 de setembro, começam as eliminatórias.

Com a derrota, o Brasil segue sem vencer Portugal desde 1989, quando goleou por 4 a 0, no Rio de Janeiro. No último encontro, dia 29 de março de 2003, no Porto, o time de Scolari venceu por 2 a 1, com direito a gol do brasileiro naturalizado português Deco. No retrospecto, no entanto, a vantagem é brasileira, com 11 vitórias, dois empates e quatro derrotas.

Sem os lesionados Alex, Daniel Carvalho, Ronaldinho Gaúcho e Robinho, Dunga optou por começar a partida com Kaká e Elano na armação, enquanto Adriano, que foi convocado pela primeira vez após a Copa do Mundo da Alemanha, ficou no banco de reservas e entrou no segundo tempo.

Principal nome de Portugal na atualidade, Cristiano Ronaldo, que fez 22 anos nesta segunda-feira, foi o capitão da equipe. Jogador do Manchester United, ele foi vaiado em todo o momento que tocou na bola no estádio Emirates, do rival Arsenal. No primeiro tempo, travou um duelo particular com Edmílson, que derrubou o português pelo menos em três jogadas -recebendo amarelo na última. Na segunda etapa, criou pouco e saiu aos 18min, para novas manifestações de repúdio das arquibancadas. Ironicamente, o meia-atacante aplaudiu.

O jogo
A partida começou quente, com jogadas ríspidas dos dois lados, o que se repetiu durante todo o amistoso. O Brasil buscou mais sair para o ataque, enquanto Portugal tinha uma postura mais defensiva, aproveitando os contragolpes.

Aos 5min, Elano cobrou falta da direita, com efeito, e quase surpreendeu Ricardo, que espalmou para escanteio. Na seqüência, o mesmo Elano bateu escanteio da esquerda, mas novamente o goleiro conseguiu afastar o perigo.

Melhor em campo e aproveitando os erros na saída de bola dos portugueses, o Brasil criou duas chances claras para marcar. Aos 13min, Kaká passou para Fred, que foi desarmado. A sobra ficou com Rafael Sobis que, livre, chutou em cima de Ricardo. Dois minutos depois, em jogada pela direita, Gilberto Silva ajeitou de calcanhar, e Maicon arriscou com violência, por cima do gol.

O primeiro bom momento de Portugal saiu aos 21min. O lance começou pela esquerda, com Cristiano Ronaldo. A bola foi trabalhada até chegar a Tiago, na direita, que lançou Ricardo Quaresma. O atacante bateu de primeira e obrigou Helton a fazer grande defesa.

Aos 26min, Elano tabelou com Maicon pela direita e cruzou na cabeça de Sobis, que desviou no canto esquerdo, rente à trave. Aos 30min, foi a vez de Portugal incomodar em um lance pelo alto. Deco cobrou escanteio da direita, e Ricardo Carvalho cabeceou à esquerda do gol.

FICHA TÉCNICA
Brasil 0 x 2 Portugal
Brasil
Helton; Maicon (Daniel Alves), Lúcio, Juan (Luisão) e Gilberto; Edmílson (Tinga), Gilberto Silva, Elano e Kaká; Rafael Sóbis (Adriano) e Fred (Diego)
Técnico: Dunga
Portugal
Ricardo; Miguel, Jorge Andrade, Ricardo Carvalho (Fernando Meira) e Caneira (Paulo Ferreira); Petit, Tiago (Moutinho), Deco (Hugo Viana) e Cristiano Ronaldo (Simão); Helder Postiga (Nuno Gomes) e Ricardo Quaresma
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Data: 06/02/07

Local: estádio Emirates, em Londres (ING)

Público: 59.793

Árbitro: Martin Atkinson (ING)

Auxiliares: Darren Cann e Roger East (ING)

Cartões amarelos: Edmílson (B), Tiago (P)

Gol: Simão, aos 37min, Ricardo Carvalho, aos 45min do segundo tempo

A última -e mais clara- oportunidade de gol do primeiro tempo foi brasileira, aos 43min. Elano cobrou falta da meia-esquerda, mas a bola desviou em Sobis e sobrou para Lúcio. O zagueiro emendou de primeira, de pé esquerda, e acertou o travessão português.

No intervalo, Dunga fez duas alterações na seleção brasileira. Adriano fez sua estréia sob o comando do treinador ao substituir Sobis. Já Luisão entrou na vaga de Juan, que reclamou de uma fisgada na coxa logo no começo da partida e saiu por precaução.

O duelo seguiu sem emoções até os 18min, quando Dunga colocou Tinga e Diego nas vagas de Edmílson e Fred, respectivamente. As alterações deram nova movimentação ao Brasil, que se lançou mais ao ataque. Aos 29min, depois de bola alçada da esquerda, Adriano teve a sua primeira chance. Ele dominou e tentou o giro, mas foi travado pela defesa lusa.

Em um erro na saída de bola do Brasil, Portugal alcançou o gol. Aos 37min, Helton errou lançamento para a esquerda. Os portugueses aproveitaram e Ricardo Quaresma cruzou. Simão pegou de primeira e colocou no canto esquerdo, sem chances de defesa.

Aos 45min, Portugal ampliou o placar. A zaga brasileira se desligou, Hugo Viana trocou passe com Ricardo Quaresma na direita e cruzou. Ricardo Carvalho se antecipou e também bateu no lado esquerdo, definindo a vitória do time de Scolari.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias