! Botafogo restringe inscrições para 'peneiras' à internet e taxa - 09/03/2007 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  09/03/2007 - 20h32
Botafogo restringe inscrições para 'peneiras' à internet e taxa

Vinícius Barreto Souto
No Rio de Janeiro

O Botafogo anunciou oficialmente, nesta sexta-feira, uma mudança em relação às suas "peneiras". A partir de agora, o garoto que desejar fazer um teste para jogar pelo clube só poderá fazer sua inscrição através da internet e mediante o pagamento de uma taxa de R$ 69.

A mudança se deve a uma parceria que o clube firmou com uma empresa, que ficará responsável apenas pela administração da parte burocrática do processo de inscrição dos garotos - pagamento da taxa, recolhimento de documentos como autorização dos pais, atestados médicos, entre outros - nas "peneiras".

Ao pagar R$ 69 e preencher os requisitos necessários (detalhes no site www.craquesdobotafogo.com.br), todos que completarem o processo de inscrição serão avaliados num teste, que será comandado pelos profissionais das categorias de base do Botafogo.

"A idéia é facilitar o sonho do garoto de ser jogador. Porque antes, ele tinha que ir ao clube ou ao CT para procurar saber como participar de uma peneira. E muitas vezes, tinha que voltar de novo porque faltou levar esse ou aquele documento", disse Marcelo Kogut, representante da empresa, que já atua em parceria com a Portuguesa-SP nos mesmos moldes.

Apesar do caráter elitista do novo processo de inscrição, Rosane Kogut, outra representante da empresa, garante que ele não vai excluir os garotos mais pobres, que não têm acesso a computador ou não possuem R$ 69 para pagar a taxa.

"Fizemos um estudo de três anos antes de implantar o projeto na Portuguesa e fiquei surpresa, porque ele dá oportunidades a todas as classes sociais", afirmou.

"Além disso, derrubamos esse mito de que futebol é para pobres com números. Na Portuguesa, avaliamos de garotos extremamente carentes a filhos de Juízes. Dos dois garotos que foram aproveitados pelo clube, um é extremamente carente e o outro é de uma família com renda de R$ 45 mil", acrescentou.

Rosane Kogut ainda procurou provar que o pagamento da taxa de R$ 69 sai mais em conta do que pelo antigo processo de inscrição. "Antes, um garoto que quisesse se inscrever gastava quatro vezes mais, porque tinha que ir várias vezes ao clube ou ao CT", justificou.

Investimentos na base
O presidente do Botafogo Bebeto de Freitas se mostrou bastante animado com o projeto. Segundo o dirigente, a campanha foi lançada na TV pela primeira vez na última quinta-feira e, mesmo assim, já é um sucesso.

"Lançamos a campanha sem avisar a imprensa. Em 24 horas, tivemos quatro mil pedidos de inscrição", disse Bebeto.

O presidente alvinegro está empolgado. De acordo com ele, 100% da receita destinada ao clube arrecadada com as taxas (um percentual não revelado ficará com a empresa) será investido no Centro de Treinamento das divisões de base do Botafogo, em Marechal Hermes.

"Entrei no CT de Marechal Hermes pela primeira vez hoje. Vi que o pessoal lá tira leite de pedra. Mas toda a receita dessa peneira vai ser investida lá. Ainda nos encontramos com enormes dificuldades na base, mas esse é o pontapé inicial para mudarmos isso", afirmou Bebeto.

O presidente alvinegro sempre foi acusado pela oposição do clube de abandonar as categorias de base. Bebeto nunca escondeu que sequer conhecia o CT de Marechal Hermes (até esta sexta-feira), mas se defendia dizendo que não poderia investir no CT porque o Botafogo corria o risco de perdê-lo, devido a uma disputa judicial com um clube da Série C carioca.

No entanto, o dirigente contou que o imbróglio jurídico foi resolvido e o Botafogo terá a posse definitiva do CT em breve. Desta forma, agora, Bebeto pode investir em Marechal Hermes. "A partir deste projeto, vamos ter a oportunidade de deslanchar e fazer um trabalho de base digno", disse.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias