! Juventude perde do Veranópolis, mas é inimigo do Grêmio na final - 22/04/2007 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  22/04/2007 - 17h58
Juventude perde do Veranópolis, mas é inimigo do Grêmio na final

Da Redação
Em Porto Alegre

O Juventude, que poderia até mesmo perder por um gol de diferença para o Veranópolis, na tarde desde domingo, para chegar à decisão do Campeonato Gaúcho, acabou confirmando sua vaga precisamente com uma derrota por 2 a 1, na partida disputada no Estádio Alfredo Jaconi.

Considerado o principal jogador do Grêmio, o volante Lucas só retornará à equipe no Campeonato Brasileiro e, por isso, não poderá participar dos compromissos decisivos pela competição estadual.

Lucas sofreu um estiramento muscular ainda no primeiro temo da vitória por 4 a 0 sobre o Caxias, na noite de sexta-feira, e exames de ressonância magnética mostraram uma gravidade que o afasta por três semanas das atividades com o restante do elenco.
NO GRÊMIO, LUCAS FICA FORA
LEIA MAIS
A vaga foi alcançada porque no primeiro jogo semifinal, em Veranópolis, no final de semana anterior, o time de Caxias do Sul fizera 2 a 0.

Com isso está definido o confronto decisivo do Estadual 2007, pois o outro finalista já havia sido conhecido na noite de sexta-feira, quando o Grêmio goleou o Caxias por 4 a 0, no Estádio Olímpico, e se garantiu na decisão, na qual buscará o bicampeonato consecutivo - e o seu 35º título na história.

Será a quarta vez que Juventude e Grêmio se enfrentarão numa decisão de Campeonato Gaúcho. Nas três vezes anteriores, o clube da capital registra 100% de aproveitamento. O time tricolor foi campeão em cima do alviverde de Caxias do Sul nos anos de 2001, 1996 e 1965.

O Juventude chegou ainda outras duas vezes na final, essas contra o Inter. Em 1998, quando conquistou seu primeiro e único título Estadual; e em 1994, quando então foi derrotado pela equipe colorada.

A decisão da atual temporada ocorrerá em dois jogos, o primeiro deles no próximo dia 29, domingo, em Caxias do Sul; e o segundo dia 6 de maio, no Estádio Olímpico. Além de decidir em casa, o Grêmio não tem nenhuma outra vantagem nesta final de Gauchão e, em caso de dois empates iguais, após o segundo confronto haverá uma decisão por pênaltis. O regulamento não prevê prorrogação, embora valorize, como critério de desempate o gol qualificado, aquele marcado fora de casa.

O jogo
Apesar da ótima vantagem que havia adquirido no primeiro confronto o Juventude não começou a partida pensando em administrar cautelosamente o duelo e jogou-se à frente para vencer e confirmar de vez sua vaga na decisão do Estadual. Já o Veranópolis, que precisava de gols para tentar ao menos levar a partida para os pênaltis, também era ambicioso, com o que o jogo era entusiasmante e veloz naquele início.

Aos 19min, duas ótimas oportunidades de gol para os visitantes. Primeiro com Edinho, que bateu de fora da grande área, obrigando André a mandar com dificuldades para escanteio, e na cobrança desse Dinei cabeceou para a rede, mas o zagueiro salvou sobre a risca, quando o goleiro já estava batido.

O 1 a 0 para o Veranópolis saiu aos 24, através de um pênalti. A bola foi cruzada para a área da ponta direita e bateu no braço esquerdo do volante Radamés. O árbitro Carlos Simon assinalou a falta e Dinei bateu rasteiro, no canto inferior esquerdo de André - que jogou-se para o lado contrário.

O confronto, que se encaminhava bem para o Veranópolis, acabou complicando quando, aos 46min, o árbitro Carlos Simon, com rigor excessivo, acabou expulsando o zagueiro Emerson, por falta no atacante Cristiano. O jogador não havia recebido o amarelo anteriormente, o que gerou muitas reclamações.

"Largamos na frente e em seguida começou a 'agitação' para dar a vaga para o Juventude. No primeiro jogo já nos roubaram um pênalti", declarou no intervalo o treinador Paulo Porto, do Veranópolis. A referência foi uma penalidade clara a favor de seu time, não assinalada pelo árbitro Leandro Vuaden naquela primeira partida.

Com um atleta a mais em campo o técnico Ivo Wortmann, do Juventude, decidiu tornar seu time mais ofensivo, colocando Zé Rodolpho e Gabriel nos lugares de Veiga e Juliano. Mas alogo aos 50seg da segunda etapa, antes que a nova estrutura do time desse sinais de eficiência, o Veranópolis fez 2 a 0.

Numa bola levantada da direita, em cobrança de falta, o goleador do Estadual, Vitor Hugo, entrou em velocidade por trás dos zagueiros e cabeceou com força, indefensável para André, determinando a vantagem de dois gols que levaria a decisão para os pênaltis.

Mas aos 12 essa possibilidade acabou, pois o Juventude descontou e, a partir de então o confronto só tinha a possibilidade de acabar com a classificação de um ou de outro. O gol foi de Gabriel, que cabeceou no ângulo superior esquerdo de Gilmar, após receber cruzamento da esquerda.

A torcida, mesmo com o resultado que estava garantindo a presença na final, demonstrava inquietude nas arquibancadas, pois o adversário, mesmo inferiorizado numericamente, não desistia e volta e meia avançava perigosamente, num jogo que se mantinha indefinido.

O nervosismo tomou conta da partida e, aos 30, após uma confusão generalizada, outras duas expulsões, uma para cada lado. Ricardo, zagueiro do Juventude, e Marcos Alexandre, meia do Veranópolis, trocaram empurrões e receberam o vermelho.

Os 15 minutos finais foram de muita tensão, mas os donos da casa, mesmo pressionados por um time com nove atletas, conseguiu segurar o resultado que o levou à final contra o Grêmio.

Juventude
André; Ricardo, Ederson, Wescley e Márcio Azevedo; Radamés, Lauro, Veiga (Zé Rodolpho), Juliano (Gabriel) e William; Cristiano (Júlio César)
Técnico: Ivo Wortmann

Veranópolis
Gilmar; Adams, Mano, Emerson e Gleidson; Edinho (Juba), Marcos Alexandre, Fininho e Tássio (Michel); Dinei (Coracini) e Vitor Hugo
Técnico: Paulo Porto

Data: 22/4/2007 (domingo)
Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul
Árbitro: Carlos Simon
Auxiliares: José Otávio Bittencourt e Alexandre Kleiniche
Cartões amarelos: Radamés, Gabriel (Juventude); Adams, Mano, Marcos Alexandre, Edinho (Veranópolis)
Cartões vermelhos: Ricardo (Juventude); Emerson, Marcos Alexandre (Veranópolis)
Gols: Dinei (aos 24min do 1º tempo); Vitor Hugo (aos 50seg) e Gabriel (aos 12min do 2º tempo)

Veja também


Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias