! Concentração começa mais cedo para solteiros do Cruzeiro - 24/01/2008 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

24/01/2008 - 10h47

Concentração começa mais cedo para solteiros do Cruzeiro

Luiza Oliveira
Em Belo Horizonte
A antecipação da concentração para depois do treino da tarde de sexta-feira não surpreendeu os jogadores solteiros do elenco do Cruzeiro, que não gostam mas entendem a decisão da comissão técnica, uma vez que os casados, que entram no regime de reclusão somente no sábado, têm possibilidade menor de cair na tentação de aproveitar a tentadora noite da capital mineira.

"Por ser solteiro, a necessidade de sair na véspera do jogo é maior até por não ter com quem ficar em casa. Eu não estou falando de mim, mas do ser humano. Acho que a gente está cansado de ver situações de jogadores na balada, na noitada. Para prevenir isso, o Cruzeiro está mais que certo", disse o meia-atacante Kerlon.

Mas o jovem de 19 anos também não disse se gostou: "A gente é funcionário do clube, o que a diretoria mandar tem que fazer. Se gosta ou não gosta tem que acatar e está certo. Quem é casado e tem família tem mais direito, não que os solteiros não tenham."

De fato, os que usam aliança não têm do que reclamar, já que poderão ficar um dia a mais com a família antes dos jogos neste início de temporada. Para a partida de estréia do Campeonato Mineiro, contra o Uberaba, no domingo, às 16h, no Mineirão, os casados só se apresentam na Toca da Raposa II para dormir no sábado.

O volante Ramires não escondeu a alegria com a decisão. Mas, sobre os motivos que levaram a diretoria a optar pelo esquema diferenciado de concentração de acordo com o estado civil, ele desconversou.

"Não sei, talvez os casados já tenham mulher e família e vão ficar em casa e os solteiros não sei. Mas eu achei bom, sou casado. Acho que solteiro fica bravo, mas já passei por isso, é normal. Mas estão tranqüilos, focados num objetivo só e esse sacrifício vai valer a penas mais na frente", afirmou.

O meia Wagner, que agora também faz parte do time dos casados, não acredita que a medida foi por desconfiança em relação ao que os solteiros podem fazer na famosa noite belo-horizontina. "Belo Horizonte é pequena e tudo aquilo que acontece de ruim aparece bem rápido, então acho que não teria problemas", observou.

O técnico Adilson Batista afirmou que é necessário um repouso maior antes de uma partida importante, mas não esconde a preocupação. "O pessoal que é mais novo e ainda não casou a gente troca algumas idéias para que case o mais rápido possível. Casei com 23 anos", brincou.

"O objetivo nesse início é ter boa alimentação, repouso, força total para esses jogos que a gente acha importante. É um início de trabalho e todo mundo descansado rende mais. Eu concentrava na quinta-feira para jogar domingo, hoje tem moleza", acrescentou.

Hospedagem: UOL Host