Jon Jones mantém cinturão em atuação decepcionante de Rashad Evans

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images

    Lutador não teve dificuldades para manter cinturão dos meio-pesados do UFC

    Lutador não teve dificuldades para manter cinturão dos meio-pesados do UFC

Ao contrário do que muitos esperavam, Jon Jones não teve dificuldades para manter seu cinturão de campeão dos meio-pesados do UFC contra Rashad Evans. O adversário não conseguiu se impor na luta e foi dominado pelo atual campeão na luta principal do UFC 145, realizada em Atlanta.

VEJA IMAGENS DO UFC 145
Veja Álbum de fotos

A disputa era uma das mais esperadas do ano no UFC, especialmente pelo nível técnico do desafiante Evans. Contudo, o que se viu nesta madrugada de sábado para domingo foi um desafiante totalmente dominado e uma luta que por vezes decepcionou o público que lotou o ginásio em Atlanta, nos Estados Unidos.

O campeão foi declarado apenas após a decisão dos juízes, é verdade, mas o fato não representou necessariamente uma luta equilibrada. Jones foi soberano praticamente durante todo co combate e abusou de sua principal arma para atingir o desafiante: o potente cotovelo.

BALANÇO DO BLOG NA GRADE DO MMA

Sem maiores problemas, Jones manteve o cinturão dos meio-pesados do UFC, mas não da maneira que a maioria dos fãs de MMA esperavam.

O iníco da luta foi equilibrada, e Evans chegou a atingir "Bones" no final do round, mas não o suficiente para abalar o campeão. Os minutos finais do segundo round, por sua vez, favoreceram Jones que, com joelhadas e socos, balançou Evans, que foi "salvo pelo gongo".

A luta esfriou a partir daí. Em determinado momento do quarto round foram ouvidas vaias da plateia de Atlanta, que parecia decepcionada com uma luta morna.

Precisando de um nocaute no último assalto, visto que Jones levava vantagem nos pontos, Evans não foi tão agressivo como deveria, até conseguiu uma boa entrada e levou o adversário para o chão, mas já não havia tempo para reverter o resultado.

Nas outras lutas do card principal do UFC 145, Rory MacDonald nocauteou Che Mills aos 2min20 do segundo round. Ben Rothwell também nocauteou Brendan Schaub na disputa dos pesos pesados. O norte-americano aplicou um contra golpe impressionante com a mão esquerda para levar o adversário à lona ainda no primeiro round.

Em outro nocaute da noite, Michael McDonald precisou de três rounds para derrubar Miguel Torres. Eddie Yagin e Mark Bocker venceram seus adversários,  Mark Hominick e John Alessio, respectivamente, em decisão dos juízes.

Últimas de Esporte



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos