Sonnen provoca Anderson com disfarce, tenta roubar cinturão e até 'dorme' em coletiva

Luiz Gabriel Ribeiro
Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Júlio César Guimarães/UOL

    Sonnen ironiza Anderson e se disfarça na coletiva; americano abusou das provocações contra o rival

    Sonnen ironiza Anderson e se disfarça na coletiva; americano abusou das provocações contra o rival

Mesmo em "território inimigo", Chael Sonnen não se intimidou: usou até máscara para ironizar Anderson Silva e tentou "roubar" o cinturão do campeão do UFC. O lutador brasileiro mostrou pouca paciência com o tom provocativo do rival e, em alguns momentos, sorria e olhava para cima como se não acreditasse nas palavras do norte-americano.

O campeão do peso médio do UFC não encarou Sonnen durante toda a coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira, no Rio de Janeiro. A troca de olhares aconteceu somente no ato final da entrevista, quando os atletas posaram lado a lado, e logo depois de o norte-americano estender a mão, tentando pegar o cinturão do brasileiro.

Anderson Silva e Chael Sonnen lutarão pelo cinturão do UFC em Las Vegas, no dia 7 de julho. O combate, que estava marcado para o Engenhão, foi confirmado pela entidade para os Estados Unidos, casa do desafiante do brasileiro. Anderson foi vítima da ironia de Sonnen em quase todas as respostas do evento que confirmou o combate.

No momento mais tenso da coletiva, Anderson reclamou de ter sido desrespeitado pelo adversário. O brasileiro afirmou ainda que sua família também foi vítima das provocações. Sonnen confirmou: "Ele diz que eu desrespeitei sua família. Sim, eu fiz isso. O que você vai fazer?", provocou o norte-americano, que vestiu um disfarce e causou risos.

"Eu comprei essa máscara só pra entrar no Brasil. Quando coloquei no meu rosto, todo mundo achou que eu era o (Minotauro) Nogueira. Isso aconteceu de verdade! Eu achei que me faria parecer com Frankestein", provocou ele, que em outro momento fingiu dormir na coletiva de imprensa, quando Anderson disse que o duelo do século não é contra Sonnen, e sim num fictício duelo contra um clone dele próprio.

Anderson retrucou as declarações sobre as palavras desrespeitosas de Sonnen em conversa com os jornalistas após a coletiva. "Não tem o que falar. Não tenho que dar moral para um cara como esse".

O fato de visitar o Brasil para fazer o anúncio ao lado do presidente Dana White e do rival Anderson deixou Sonnen contente. Aliás, o norte-americano disse estar sendo bem tratado no país. "Não tenho nada contra os brasileiros, suas mulheres são ótimas comigo", comentou.

Sobre a luta em Las Vegas, Sonnen prometeu dar uma surra em Anderson e disse que não quer desculpas em caso de derrota. "Não vai ter o que dizer sobre o que deu errado quando eu o surrar para todo o mundo assistir. Isso acontecerá no dia 7 de julho", prometeu.

Com Dana White ao lado dos dois rivais, o UFC promoveu o evento de número 148 com a famosa foto dos atletas se encarando. No primeiro momento, Anderson evitou olhar para o adversário. Logo depois, o brasileiro recebeu o seu cinturão. Sonnen fez um sinal de que iria pegá-lo e o deixou ainda mais irritado. Nesse momento, o campeão resolveu olhar no olho do rival, encarada que arrancou risadas de jornalistas presentes à coletiva.

White comentou sobre as provocações de Sonnen e disse que, às vezes, não entende o lutador. "Ele costuma falar besteiras e o que vem à cabeça, mas se garante. Ele foi o único a chegar perto de vencer Anderson Silva. É um fato", lembrou o presidente do UFC. Anderson não perdeu a oportunidade logo em seguida.

"Pode ser que eu apanhe, mas na luta que tivemos, ele me bateu durante cinco rounds e não fez o mais importante, que era ganhar. Volto a repetir: nunca serão, jamais serão", completou o brasileiro.

VEJA FOTOS DA 1ª LUTA ENTRE A. SILVA E CHAEL SONNEN
Veja Álbum de fotos

Últimas de Esporte



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos