Dana White põe panos quentes após Globo passar o UFC em VT: 'posso lidar com isso'

Jorge Corrêa e Maurício Dehò
Do UOL, em Las Vegas (EUA)

  • UFC/Divulgação

    Dana White em coletiva do UFC; chefão preferiu não entrar em atrito com a emissora

    Dana White em coletiva do UFC; chefão preferiu não entrar em atrito com a emissora

O presidente do UFC, Dana White, colocou panos quentes em uma polêmica desta edição de número 146: o fato de a Rede Globo ter passado apenas em VT o duelo de Júnior Cigano pelo cinturão dos pesos pesados. O evento era anunciado para ser transmitido ao vivo pela emissora, o que não ocorreu.

A Rede Globo é a detentora dos direitos de transmissão do UFC desde 2011, e iniciou com Cigano a parceria, transmitindo ao vivo a conquista do cinturão em novembro, na Califórnia. Na madrugada deste sábado, o UFC 146 teve um show de nocautes e finalizações, em um card só de pesos pesados que devido aos triunfos velozes durou muito menos que o habitual.

LEIA TAMBÉM

  • Rapidez do card no UFC 146 obriga Globo a exibir VT da luta de Cigano e irrita telespectadores

  • Cigano cumpre promessa e nocauteia no 2º round em sua primeira defesa de cinturão

  • Belfort quebra a mão em treino e fica fora de duelo com Wanderlei no UFC 147

Com o adiantamento do horário do combate de Cigano, no entanto, a Globo manteve a transmissão do filme "A Casa das Coelinhas". A luta, citada como sendo passado ao vivo, foi ao ar mais de 30 minutos após sua realização em Las Vegas.

Apesar disso, Dana White evitou polemizar com o canal, que transmite o reality show The Ultimate Fighter - cujas finais serão feitas no UFC 147, em Belo Horizonte.

"Nós podemos lidar (com este problema). Eu não vou ligar para um atraso, o importante é estarmos na TV aberta do Brasil, já está ótimo. Se formos pensar em outros países, como a Inglaterra, nunca chegamos nisso, e estamos brigando desde 2002 para conseguir", afirmou Dana White.

  • Ring girl Arianny Celeste é detida, recebe apoio do chefe e chega atrasada no UFC 146

O contrato da Globo com o UFC prevê transmissões de todos os eventos realizados no Brasil, além de três internacionais - todos ao vivo. Além do UFC on FOX, que marcou o título de Cigano, a emissora passou também o UFC 142, no Rio - este foi o primeiro card internacional do ano.

Júnior Cigano também falou sobre o tema, e não entrou em atrito. "A maioria das pessoas no Brasil não tem a chance de comprar um pay-per-view. Então, acho que eles podem esperar um pouquinho. Especialmente na minha cidade, em Caçador (SC), sei que todos devem ter esperado para ver", afirmou o campeão.

Após duas transmissões como Galvão Bueno, que aceitou o desafio do novo esporte, o UFC 146 teve a estreia de Sergio Maurício no MMA da Globo. O narrador é experiente pelas locuções no SporTV e no Canal Combate, e esteve acompanhado de Rodrigo Minotauro como comentarista.

Últimas de Esporte



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos