Belfort ganha torcida e tem mais apoio que Jon Jones em treino aberto para o UFC 152

Jorge Corrêa
Do UOL, em Toronto (Canadá)

  • Jorge Corrêa/UOL

    Vitor Belfort recebe apoio da torcida durante treino aberto para o UFC 152

    Vitor Belfort recebe apoio da torcida durante treino aberto para o UFC 152

No que depender do que aconteceu no treino aberto para o UFC 152, na cidade canadense de Toronto, Vitor Belfort já saiu na frente do campeão Jon Jones na disputa pelo cinturão dos meio-pesados do evento. Durante a movimentação, a maior parte da torcida que ali estava ficou ao lado do brasileiro, que teve um maior apoio.

Claro que os torcedores do Brasil que compareceram ao treino ajudaram muito no coro, mas os canadenses nitidamente ficaram ao lado de Belfort. Gritaram mais por ele, fizeram mais festa. "É por isso que eu luto, é pelos fãs. Você não tem noção o quanto isso vale mais que muito dinheiro. Eu respeito muito essas pessoas e por isso estou aqui", disse Vitor.
Tanto o brasileiro quanto o norte-americano conversaram muito com o público durante o treino aberto. Vitor foi mais sério, perguntou como todos estavam, falou algumas frases sobre Jesus e ganhou muitos aplausos a cada bom golpe que dava. Depois, foi cercado por crianças que queriam seu autógrafo.
 
Jon Jones não foi vaiado nem nada, até teve algum apoio, mas não tanto quanto o brasileiro. Ele também bateu um papo com os torcedores, mas apostou mais na piadas. Tudo que ele dizia era seguido por um coro de risadas. "Quero ver agora você vir aqui e encarar esse chute", brincou o campeão com um menino que tinha lhe provocado.
 
Apesar de inicialmente ter passado reto pelos gritos de "foto" ou "autógrafo", Jon Jones teve problemas para sair da academia de tanta gente que o cercou. Além das fotos e das assinaturas, ainda jogou para a galera sua camisa suada.

Últimas de Esporte



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos