Após quase quebrar braço de Jones, Belfort diz que golpe na costela definiu derrota no UFC 152

Jorge Correa
Do UOL, em Toronto (Canadá)

  • Al Bello/Zuffa LLC

    Jon Jones acerta chute em Vitor Belfort durante combate em Toronto, no UFC 152

    Jon Jones acerta chute em Vitor Belfort durante combate em Toronto, no UFC 152

"Nós somos todos leões e foi isso que mostrei aqui." Foi com essa frase e quase chorando que Vitor Belfort deixou o octógono depois de ser finalizado com uma americana no quarto round e perder a disputa do cinturão dos meio-pesados para Jon Jones, no UFC 152, em Toronto.

Apesar de ter resistido por mais de 15 minutos aos duros golpes do campeão - que o castigou muito no seu clássico jogo de cotoveladas com a luta no chão - Belfort explicou que um golpe no terceiro round definiu o combate.

"Ele me pegou na costela, que já estava machucada. Então eu tentei trabalhar o jiu-jítsu, para poder respirar um pouco mais, tentei evitar os socos, mas ele se movimentou muito bem. Por isso ele é campeão", explicou Belfort após o combate, ainda no octógono.

Vitor ainda lamentou o fato de não ter conseguido finalizar Jon Jones no primeiro round com uma chave que quase quebrou o braço do rival. "Eu estava sentindo que estava quebrando o braço dele, mas ele é durão, se segura bem. Não tive muito tempo para me preparar."

"Muito obrigado, vocês são a razão de eu estar enfrentando um desafio tão grande. Não devemos ter medo de nada", completou o desafiante, que contou com o apoio da maior parte da torcida no ginásio canadense durante todo o tempo.

Últimas de Esporte



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos