Aldo faz luta dura, vence Edgar por pontos e defende pela sexta vez o cinturão do UFC

Jorge Corrêa
Do UOL, em Las Vegas (EUA)

  • Donald Miralle/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

    Aldo enfrenta Edgar na luta principal do UFC 156; brasileiro venceu por pontos

    Aldo enfrenta Edgar na luta principal do UFC 156; brasileiro venceu por pontos

Assim como foi vendida, a defesa de título dos penas no UFC 156 foi uma superluta. Depois de ter começado muito bem no combate, José Aldo levou alguns sustos e fez uma luta dura. Mesmo assim, venceu por pontos Frankie Edgar, em decisão unânime dos juízes (49-46, 49-46 e 48-47), e defendeu o cinturão pela sexta vez, desde que o conquistou no WEC.

Aldo entrou muito confiante na luta e apostou em um combate muito tático. No primeiro round, ele usou seus jabs para machucar Edgar, e o nariz do rival logo começou a sangrar. Já no período seguinte, veio com seu estilo clássico, chutando baixo e desequilibrando Frankie, além de tentar joelhadas voadoras.

Edgar melhorou no quarto round, quando finalmente conseguiu acertar bons golpes no brasileiro e até o derrubou, mesmo que rapidamente. O problema para ele é que os contra-golpes do campeão estavam infalíveis. Com isso, Aldo machucou muito o rosto de Edgar. Mas dessa forma, sem maiores contratempos, o cinturão continuou com o Brasil.

"Frankie Edgar é um grande lutador, sabia que teria de trabalhar round por round, porque ele tem um queixo bom. Ele sabia que eu ia tentar chutar, então tentei procurar chutar aos poucos, senão ele iria tentar me colocar para baixo", explicou José Aldo, ainda no octógono.

Com essa vitória, o manauara radicado no Rio de Janeiro segue invicto no UFC e dominando sem problemas sua categoria. Além da sexta defesa de cinturão, desde que ele o conquistou no extinto WEC, são 15 vitórias consecutivas na carreira. Não tem como negar que o brasileiro está entre os cinco melhores do mundo entre todas as categorias.

Aldo ainda não tem um próximo desafiante definido pelo cinturão dos penas, mas Ricardo Lamas é o favorito para ficar com esse title shot depois de vencer Erik Koch no último fim de semana. O brasileiro também já começa a pensar em subir para os leves, um plano antigo seu.

"Esse cinturão só sai se for para alguém da minha academia. Se vier alguém de outra categoria, vai voltar para ela", disse o campeão ao canal Combate.

Últimas de Esporte



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos