Cipriota pede luta com Belfort, mas cita polêmica do TRT: 'não no Brasil'

Do UOL, em São Paulo

  • AP Photo/David Becker

    Costa Philippou comemora após vencer Tim Boetsch por nocaute no UFC 155

    Costa Philippou comemora após vencer Tim Boetsch por nocaute no UFC 155

Veja Também

Número 7 do ranking do UFC, o cipriota Costa Philippou vem de uma boa série de cinco vitórias no octógono, e mira alto rumo ao cinturão do peso médio. E, para ele, um bom rival para este momento seria o brasileiro Vitor Belfort. O detalhe é que, em mensagem no Twitter, ele polemizou e afirmou que não gostaria de enfrentar o carioca no Brasil.

Em uma troca de mensagens com o jornalista Ariel Helwani, que trabalha com o UFC e o site MMA Fighting, foi citado pelo repórter que um bom combate para o futuro do cipriota seria justamente encarar Belfort. E ele aceitou a ideia, com uma condição.

"(Enfrentar) Belfort soa ótimo para mim. NÃO no Brasil! #TRT". A hashtag se refere ao tratamento de reposição hormonal que o brasileiro faz, devido a um hipogonadismo.

O tratamento é polêmico e um dos motivos de Vitor Belfort ter lutado no Brasil em seus últimos combates é o fato de algumas comissões atléticas não liberarem o TRT para lutadores que já foram flagrados no antidoping - o que ocorreu com ele em 2006.

Belfort vem de vitória com um belo chute sobre Luke Rockhold, no UFC de Jaraguá do Sul. Ele ficou na expectativa de encarar Chris Weidman pelo cinturão, mas viu sua chance ir pelos ares com a revanche do novo campeão contra Anderson Silva em dezembro.

Já Philippou vem de triunfos em série contra Jorge Rivera (pontos), Jared Hamman (nocaute), Court McGee (pontos), Riki Fukuda (pontos) e Tim Boetsch (nocaute).

Notícias relacionadas



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos