UOL Olimpíadas
BUSCA




RECEBA O BOLETIM
UOL ESPORTE
 

 
27/08/2004 - 13h16
Diogo Silva deixa bronze escapar em duelo com sul-coreano

Da Redação
Em São Paulo

O sonho de medalha do brasileiro Diogo Silva acabou no combate contra o sul-coreano Myeong Seob Song, que venceu por 12 a 7 e ficou com o bronze na categoria pena, até 68kg. Com a derrota, o lutador paulista volta de Atenas com a 4ª colocação.

Divulgação 
Diogo Silva tenta se desvencilhar de chute do sul-coreano Myeong Seob Song
No primeiro round, depois de alguns segundos de estudo entre os adversários, o sul-coreano conseguiu abrir vantagem de 4 a 2, aproveitando a brecha em contra-ataques. Na seqüência, Song soube esperar o ataque do brasileiro para revidar com a guarda exposta, abrindo 11 a 5.

No round final, a ansiedade em atacar para tirar a diferença do adversário no placar fez Diogo Silva expor de vez a defesa. Assim, o sul-coreano conseguiu encaixar golpes no tronco, somar pontos, até abrir vantagem confortável para depois apenas administrar o tempo.

Na chave principal, Diogo Silva estreou com vitória sobre o venezuelano Luis Alberto García, em combate conturbado, em que o técnico adversário invadiu o tatame para reclamar de uma decisão da arbitragem. Depois, o brasileiro saiu da disputa pelo ouro ao ser derrotado pelo iraniano Hadi Saei Bonehkohal.

Mas, com a classificação de seu algoz para a final da categoria pena, Diogo Silva teve a chance de ingressar na chave de repescagem, que levava o vencedor ao bronze.

De cara, o lutador paulista deu sorte, pois o primeiro adversário, o italiano Carlo Molfetta, não pôde disputar o combate, devido a uma lesão. Depois, Diogo Silva assegurou vaga na decisão pelo bronze ao derrotar o guatemalteco Gabriel Sagastume por 14 a 11.

O ouro na categoria pena ficou com Hadi Saei Bonehkohal. O iraniano que tirou Silva da chave principal bateu o taiwanês Chih Hsiung Huang na final da categoria.

Medalha de prata nos Jogos de Pan-Americanos de Santo Domingo em 2003 e bronze no Mundial júnior de 1998, Diogo Silva fez em Atenas sua estréia em Olimpíadas.

Aos 22 anos, o atleta da Ponte Preta de Campinas começou a praticar o taekwondo na adolescência, inspirado por filmes de artes marciais. "Jackie Chang e Jet Li são os meus atores favoritos. Os meus filmes preferidos são "Arrebentando em Nova York" e "A Hora do Rush", do Chan", revelou Silva ao UOL Esporte antes de embarcar para Atenas.

Diogo Silva foi o segundo brasileiro a defender o país no taekwondo nos Jogos de Atenas. Na última quinta-feira, Marcel Wenceslau não passou da primeira luta da categoria mosca, até 58kg, ao ser derrotado pelo egípcio Tamer Bayoumi.

No domingo, Natália Falavigna será a última representante do taekwondo brasileiro a lutar em Atenas. A paranaense da categoria pesado, acima de 67kg, tem como primeira adversária a australiana Tina Morgan.

Veja também




22/11/2004
10h36 - WADA tem orçamento acrescido em US$ 1,47 milhão

19/11/2004
20h13 - Brasileiro fica em 25º no Mundial de luge e soma ponto para Turim

18/11/2004
13h22 - Polícia faz diligência em empresa responsável por Turim-2006

12/11/2004
19h31 - COB anuncia indicados ao Melhor Atleta do Ano

10h20 - Jogos de Atenas custaram mais de 9 bilhões de euros à Grécia

05/11/2004
08h59 - Chineses adotam data "da sorte" para abertura dos Jogos de 2008

04/11/2004
14h38 - Presidente de comitê dos Jogos de Turim vai pedir demissão

13h51 - Putin recebe no Kremlin 182 medalhistas russos em Atenas 2004

09h06 - Barcelona ajudará candidatura de Madri às Olimpíadas de 2012

02/11/2004
10h09 - Governo dará a Paris 2,5 bilhões de euros para campanha olímpica

Mais notícias