Em estreia de nova raquete, Federer começa mal, mas vira contra alemão

Do UOL, em São Paulo

Roger Federer, tenista suíço
Roger Federer, tenista suíço

Veja Também

No que ele chamou de "a maior mudança possível para um tenista", Roger Federer estreou uma nova raquete nesta quarta-feira, em sua primeira partida no ATP 500 de Hamburgo. Ele começou mal o casamento com o novo instrumento de trabalho, mas se recuperou e virou sobre o alemão Daniel Brands: perdeu o 1° set por 3-6, mas fechou os seguintes em 6-3 e 6-2 e avançou para as oitavas na Alemanha.

O suíço, que caiu na última semana para 5° no ranking da ATP, sua pior posição em 10 anos, estreou nesta tarde uma raquete de 98 polegadas quadradas no aro (243 cm) – ele jogava com uma de 90 polegadas (228 cm) até Wimbledon, quando caiu na segunda rodada para o ucraniano Sergiy Stakhovsky.

A mudança pode explicar a derrota no primeiro set. Como ele mesmo disse ao anunciar que mudaria, a troca é significativa. "Mudar esse equipamento, na minha opinião, é a maior para um tenista. Ela tem uma cabeça maior. Acho que 90% dos jogadores da ATP jogam com tamanho entre 95 e 100 polegadas. Tenho testado desde a derrota em Wimbledon e está indo muito bem", declarou.

No primeiro set, isso não foi visto. O número cinco do mundo foi mal no primeiro saque – apenas 47% de acerto – e não conseguiu evitar uma das duas chances de break de Brands. O alemão, por sua vez, salvou duas chances de Federer e levou o set em 6-3, para alegria dos torcedores da casa.

Porém, a partir da segunda parcial, Federer pegou o jeito da nova raquete e se impôs. Fechou seus dois primeiros games de serviço n set de zero, e quebrou o quarto game também sem sofrer pontos. Novamente de zero, fechou o nono game para levar o set por 6-3.

A diferença de pontos foi grande na parcial: 29 a 14. O suíço também se recuperou no saque – 77% de acerto no primeiro serviço – e não deu chances de quebra ao rival.

No set decisivo, Brands, apenas o 58 do ranking da ATP, não teve chances contra um Federer empolgado. Em cinco games, o suíço já havia quebrado duas vezes o saque do rival. Confirmando seus serviços e com três aces, ele levou a parcial por 6-2 e se garantiu nas quartas.

Federer, que declarou jogar em Hamburgo e em Gstaad, na próxima semana, para pegar confiança, agora encara o tcheco Jan Hajek, que bateu o letão Ernests Gulbis também nesta quarta.

Últimas de Esporte



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos