Empresa de segurança G4S repassa € 3,1 milhões ao exército após fiasco

LONDRES, 13 Ago 2012 (AFP) -A empresa G4S, cujo fracasso logístico obrigou as autoridades a mobilizar de urgência soldados suplementares para garantir a segurança dos Jogos de Londres-2012, decidiu nesta segunda-feira repassar 2,5 milhões de libras (3,1 milhões de euros) às forças armadas para esquecer seu fiasco.

A companhia havia anunciado pouco antes dos Jogos que não estava em condições de reunir a totalidade de 10.400 agentes de segurança privados previstos em seu contrato.

O Estado britânico, então, teve que intervir uma primeira vez, no dia 12 de julho, com a mobilização de 3.500 soldados suplementares. Depois mobilizou outros 1.200, alguns dias antes da cerimônia de abertura dos Jogos, no dia 27 de julho.

O fornecimento da G4S constitui, "em certa medida, um reconhecimento pelos inconvenientes e pela carga suplementar" imposta ao exército, ressaltou o ministro da Defesa britânico, Philip Hammond.

Este dinheiro servirá para financiar diversos equipamentos, como instalações esportivas, e associações que apoiam militares que participam dos Jogos, como o capitão Heather Stanning e o tenente Pete Reed, medalhas de ouro no remo.

O governo britânico havia previsto um dispositivo de segurança excepcional para os Jogos Olímpicos, com a mobilização de 40 mil homens, entre eles 18 mil militares.


Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos