UOL Esporte Últimas Notícias
 
09/06/2011 - 18h18

Mexicanos são flagrados em exame antidoping realizado antes da Copa Ouro

Cidade do México, 9 jun (EFE).- Cinco jogadores da seleção mexicana que participam da Copa Ouro, incluindo o brasileiro naturalizado Zinha, deram positivo para clembuterol em um exame antidoping realizado antes da competição, anunciou nesta quinta-feira a Federação Mexicana de Futebol (Femexfut).

Além de Zinha, que atualmente atua pelo Toluca, foram flagrados Edgar Dueñas, companheiro de time do brasileiro, Christian Bermudez (Atlante), Francisco Rodríguez (PSV Eindhoven) e Guillermo Ochoa (América do México), detalhou o secretário-geral da Federação, Decio de María Serrano.

Serrano confirmou que os cinco atletas serão cortados da equipe imediatamente e que tentará junto à Concacaf a substituição deles, embora tenha destacado que a seleção seguirá competindo mesmo com apenas 17 homens.

O México está no grupo A da Copa Ouro, junto com El Salvador, Cuba e Costa Rica. Na estreia, os comandados do técnico
José Manuel de la Torre golearam os salvadorenhos por 5 a 0.

O clembuterol é um anabolizante que ajuda o gado a ganhar peso de maneira artificial e, na indústria farmacêutica, é combinado ao Ambroxol para auxiliar no tratamento de doenças respiratórias. Os atletas a utilizam como broncodilatador.

O dirigente disse que a Femexfut suspeita que o resultado positivo em série foi causado pelo consumo de carne contaminada entre os dias 17 e 20 de maio.

Ainda de acordo com Serrano, os jogadores foram noticiados minutos antes do anúncio, e o próximo passo é revisar os exames da seleção feminina e da seleção sub-17, que também permaneceram concentradas nas instalações da federação.

Esta é a segunda vez que a seleção mexicana tem um resultado positivo em um exame antidoping durante uma competição nos últimos cinco anos. Em 2005, Salvador Carmona e Aarón Galindo foram flagrados durante a disputa da Copa das Confederações.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host