UOL Esporte Atletismo
 
22/04/2010 - 10h21

Maratona de Londres gasta 150 mil libras para ter atletas de elite na prova

Das agências internacionais
Em Londres (Inglaterra)

Os organizadores da Maratona de Londres tiveram de gastar 150 mil libras (R$ 405,5 mil) para utilizar aviões privados e obter competidores para o evento que ocorre na capital inglesa neste domingo após nuvens de fumaça vulcânica ocasionarem um caos aéreo no continente europeu.

Para evitar fracasso na maratona, os organizadores ingleses utilizaram o dinheiro para fretar voos a atletas como o queniano Sammy Wanjiru, atual campeão da prova, que embarcou da cidade de Nairobi, no Quênia.

“Isso foi feito para termos a certeza de que manteríamos a qualidade do evento. Esperamos todos aqui. Acredito que no dia da corrida teremos os melhores campos que sempre tivemos em circunstâncias desafiadoras”, afirmou o diretor da prova David Bedford.

O espaço aéreo britânico foi reaberto na noite de terça-feira, seis dias após a suspensão de voos devido à fumaça causada pela erupção de um vulcão na Islândia. De acordo com os organizadores da Maratona de Londres, o nível de poluição devido à fumaça foi monitorado e nenhum problema foi antecipado.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host