UOL Esporte Atletismo
 
10/06/2010 - 13h57

Corte Arbitral devolve medalhas de Pequim a lançadores de martelo bielorrussos

Das agências internacionais
Em Madri (Espanha)

A Corte Arbitral do Esporte acatou o recurso dos atletas bielorrussos Vadim Devyatovskiy e Ivan Tsikhan contra a decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI), que havia retirado as medalhas de prata e bronze deles conquistadas nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008. Eles haviam perdido as premiações após teste antidoping positivo.

As medalhas foram retiradas pela Comissão Disciplinar do COI em 11 de dezembro de 2008, após a confirmação da presença de testosterona exógena nos controles que passaram pelo laboratório antidopagem de Pequim. Os testes foram feitos após as competições de lançamento de martelo na Olimpíada em agosto de 2008.

A Corte Arbitral considerou que no caso de ambos os atletas houve irregularidade no procedimento de análise laboratorial e dúvidas sobre a confiabilidade dos valores de testosterona estabelecidos para Devyatovskiy, já que foram medidos por instrumentos diferentes em cada uma das amostras (A e B).

Apesar da decisão favorável aos bielorrussos, o tribunal esclareceu que sua decisão “não deve ser interpretada como uma absolvição dos atletas e não declara que antes da competição não foi administrada testosterona exógena”.

“O Painel da Corte Arbitral do Esporte apenas relatou como fora dos padrões internacionais de laboratório, que são o procedimento de salvaguarda, justificando a anulação do resultado do teste de ambos os atletas”, acrescentou em um comunicado.

Para a decisão sobre o caso dos atletas bielorrussos, o tribunal observou em sua decisão o precedente do ciclista espanhol Inigo Landaluce, absolvido pelo própria corte arbitral em dezembro de 2006 após detectar um erro no método de análise do laboratório parisiense Chatenay-Malabry, que fez um teste positivo para testosterona.

Na sequência do recurso interposto pelos atletas da Bielorrússia, o processo foi remetido para um painel de juízes da Corte Arbitral do Esporte formado pelo americano John Faylor, como presidente, o canadense Yves Fortier e o alemão Ulrich Haas, que realizou uma audiência com os lançadores nos dias 25, 26 e 27 de Janeiro.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host